Hoje é o dia mundial da prematuridade, o dia em que busca-se uma maior conscientização para o que significa nascer prematuro, esta palavra que com sorte não faz parte do seu vocabulário, mas que se ela entrou na sua vida, a transformou para sempre.
Já escrevi repetidamente aqui no blog tudo o que sinto sobre a prematuridade da minha filha, sobre os desafios, angústias e sofrimentos, sobre os constantes “Por quê eu?” e todas as coisas ruins que nascer tão antes do tempo implicam, mas antes de tudo, a prematuridade ensina você a …..viver.
Você nunca mais verá seu filho da mesma maneira.
Você jamais enxergará as primeiras vezes como normais, como banais.
Você jamais esquecerá de tudo o que você, mas principalmente seu filho, passou para estar com você hoje.
A vida nunca mais será a mesma e esta constatação é um presente que a prematuridade dá a você.
Você fica mais coruja.
Você abraça mais.
Beija mais.
Diz mais Eu Te Amo.
Se eu contasse quantos eu te amo digo para a Bella por dia, certamente 50 não fariam jus a tantas declarações de amor. Eu amo o tempo todo e repito tantas vezes quantas meu coração mandar.
A prematuridade me fez ficar tão mais sensível, com tanta vontade de ajudar outras mães prematuras. Por hora posso ajudar somente com minhas palavras aqui no blog, com os emails que recebo e respondo, mas um dia eu amaria trabalhar como voluntária em uma UTI Neonatal, dando colo para mães prematuras, ou quem sabe, dando colinho para bebezinhos prematuros que não tem o colo de suas mães o tempo todo.
O dia de hoje pode não representar nada para você que felizmente teve a sorte de ter seu bebezinho de 9 meses, mas se você teve o susto de ver o seu bebê nascer pesando gramas ao invés de quilos, você que contou os dias e minutos para seu bebê ir para casa, você que sonhou um dia vestir uma roupinha que coubesse em seu bebê, este dia é inesquecível.
A prematuridade é estranha à maioria da sociedade e por isso, talvez, não se dê o devido respeito a severidade do problema e, principalmente, apoio para os pais prematuros. Os hospitais no Brasil não estão preparados em sua grande maioria para a complexidade dos prematuros extremos, assim como não há uma maior compaixão para com a mãe prematura, que além de ter que segurar a barra emocional sozinha, ainda tem que lidar com a política de visitas insana de muitos hospitais, que permitem apenas uma ou duas visitas diárias por apenas 30 minutos.
30 minutos!
Como pode uma mãe deixar seu filho sozinho no hospital o dia e noite inteira?
Por que ela não pode passar quantas horas quiser ao lado da sua incubadora?
Sabemos que isso é permitido em alguns hospitais, mas por que não em todos?
Nem todos hospitais são equipados para cuidar de bebês nascidos com apenas poucas gramas, bebês que precisam de uma série de exames, procedimentos e cirurgias, crianças que só terão uma chance se forem transferidas para hospitais com cuidados próprios para eles, então por quê nossos prematurinhos no Brasil sofrem com a demora absurda no transporte para outro hospitais? Por quê morrem na fila esperando um leito?
A realidade prematura é assustadora e a realidade é a seguinte: se você tiver plano de saúde e sorte, seu prematurinho terá maiores chances de sobreviver, se você depender do SUS, as chances cairão drasticamente. Não posso nem pensar na realidade de mães e pais nesta situação, na revolta que sentem ao deixar seus filhos nas mãos da burocracia e da corrupção que não permite que os recursos cheguem até seus bebês.
Eu tive a sorte de ter tido a Bella no Canadá e dela ter sido transferida para um dos melhores hospitais do país. Tive a sorte de ter sido amparada por profissionais que acarinhavam não só o bebê, como sua mãe. Tive a sorte de ver meu bebê sendo operado em questão de horas sem ninguém falar em fila, em seguro de saúde, em cartão de crédito. Mas e as mães que não tem esta sorte, o que será delas e de seus bebês?
É exatamente por isso que este dia é tão iportante, pois ele visa conscientizar os leigos, a população em geral, sobre o que significa ser prematuro e a luta tremenda para se salvar estes bebês tão frágeis e especiais.
Meu coração está hoje junto de todas as mães prematuras, seja onde estiverem, e que nós tenhamos a força e a disponibilidade de trazer a prematuridade aos ouvidos de quem nunca ouviu sobre ela, para que estes, com sorte, nos ajudem a lutar por estas crianças tão especiais, para que quem tem o poder de mudar o faça, não deixando estes bebês tão pequenininhos a cargo da sorte.
Seguidamente vemos imagens de bebês prematuros e eles parecem tão distantes, tão desconhecidos, por isso mostro hoje a vocês esta imagem deste bebê abaixo. Ele não é qualquer um, não é uma imagem perdida na internet, ele faz parte de uma família, uma mãe o gerou por 6 meses, ele teve sua mãe diariamente ao seu lado no hospital por 12 horas por dia, por 138 dias seguidos, um atrás do outro. Este bebê que muitos não se importariam em ajudar não é qualquer um, é a Bellinha, que vocês acompanham aqui no Botõezinhos.
Minha filha pôs cara a uma prematuridade tão desconhecida por tantos.
Por isso, eu e Bella vestimos roxo em homenagem aos lutadores que venceram, aos lutadores que lutaram mas partiram, e as mães que lutam diariamente para trazer seus filhotes para casa.
E aqui uma das embaixadoras mais especiais da Prematuridade:
Ela que nasceu de 25 semanas e 5 dias.
Ela que nasceu 14 semanas antes do previsto.
Ela que nasceu de 810 gramas.
Ela que chegou a 600 gramas.
Ela que fez inúmeras transfusões de sangue
                   dezenas de raio X
                   dezenas de acessos venosos
                   teve por fim implantado um acesso venoso central perto do coração
                   inúmeros testes do pesinho, diariamente, mais de 1 vez por dia
                   inúmeros ultrasons
                   2 ressonâncias magnéticas, 2 Cat Scans e 3 raio X de contraste
                   7 punções lombares (!!!)
                   1 cirurgia gastro de NEC de mais de 5 horas que removeu metade de seus intestinos
                   1 cirurgia nos olhinhos
                   era examinada, tocada, incomodada e machucada a cada 3 horas
                   tem dezenas de cicatrizes espalhadas pelo corpo como prova de sua luta pela vida
Ela que foi considerada o bebê mais doente de 2009 na cidade de Calgary, no Canadá.
Ela que passou intermináveis 138 dias na UTI neonatal e saiu de lá……saudável!
Sem U-M-A sequela sequer.
Graças a tecnologia de ponta do Canadá.
E a Deus.
E para marcar esta data tão importante, uma das músicas mais lindas que já ouvi e que representam demais a luta prematura, pois como ouvi uma citação um dia, ” a medicina vai até onde pode, então vem a mão de Deus.”
“Deus, reserve um anjo para mim.”, de Chris Rice.
“….você pode escolher um de seus melhores anjos para ser a resposta às minhas orações?”

13 Comments on Dia mundial da prematuridade – 17 de Novembro

  1. Marieli
    17/11/2012 at 10:45 am (8 years ago)

    Enquanto lia o seu texto, com um braço segurava a Luna e com o outro enxuguei as minhas lagrimas. LINDISSIMO TEXTO.

    Reply
  2. Kelly, a mãe da Ana Luiza!
    17/11/2012 at 12:39 pm (8 years ago)

    Que emocionante! Tenho um sobrinho prematuro e é bem assim mesmo, fiquei tocada pelo post! Vcs são umas lindas!

    Bjos

    Reply
  3. **Lih**
    17/11/2012 at 9:06 pm (8 years ago)

    Olá,

    Emocionante a historia de vocês, Deus sempre faz as coisas certas nas horas certas, tudo tem um propósito que só entenderemos mais tarde! Que Deus continue abençoando essa princesa, sempre!

    Beijos!

    Reply
  4. Danielly Meier
    17/11/2012 at 9:57 pm (8 years ago)

    Vesti roxo hoje- pela Bella e por todos os outros prematuros.

    Reply
  5. www.blogdagi.com.br
    17/11/2012 at 10:04 pm (8 years ago)

    Olá
    parabéns primeiro por sua linda filha pela sua luta e vitória, meu filho nasceu de 32 semanas na uti neonatal ficou apenas 17 dias com 1,850 sei que nem chega aos pés dessa verdadeiras lutas que as mães de crianças que nascem com gramas , e eu já senti na pele o que é viver e lutar pela vida acompanhando as outras mães uma experiência que jamais esquecerei me tornei outra pessoa depois disso ! parabéns adorei ter encontrado seu blog

    Reply
  6. Anonymous
    18/11/2012 at 4:43 am (8 years ago)

    Linda história, lindo post, linda a sua Bella! Depois do seu depoimento me sinto um grão de areia ao lembrar do quanto sofro com uma febre de minhas filhas… Parabéns pela superação, por tudo ter ficado bem!

    Reply
  7. Carolina Vicente
    18/11/2012 at 9:14 am (8 years ago)

    Meu Deus…chorei absurdamente aqui…ela é um milagre…agradeça smp a Deus pois Ele te deu esse anjo e essa chance de contar p mundo inteiro do q ele é capaz….linda história! Bjos

    Reply
  8. Carolina Vicente
    18/11/2012 at 9:19 am (8 years ago)

    OBRIGADA POR ME APRESENTAR ESSA MUSICA…LINDA…CHOREI Q NEM CRIANÇA PQ QUASE PERDI MINHA FILHA…N ERA P EU TER TIDO ELA…CONTO ISSO UM DIA N BLOG… LINDA LINDA…

    Reply
  9. lwj01998
    18/11/2012 at 5:03 pm (8 years ago)

    I loved this Rita. Wonderful. and the pictures are so beautiful as well. Thank you.

    Reply
  10. Brenda Kayene
    19/11/2012 at 2:57 pm (8 years ago)

    Que linda postagem…. Nossa, emocionante mesmo!
    Não posso nem imaginar como deve ser.. mas confesso que também gostaria de trabalhar nessa área para dar auxílio aos pais.

    Parabéns para a guerreira Bella!
    Que Deus continue abençoando sempre!

    Beijos!

    Reply
  11. Love by Canada
    20/11/2012 at 3:04 pm (8 years ago)

    Que lindo testemunho do amor, graça e poder de Deus! Em especial, me emociono em ver a Bella nas fotos, tão linda e saudável! Que Deus abencoe vcs!
    Tivemos a oportunidade de conhecer o Lynn aqui em Winnipeg e ele eh apaixonado pela Bella, estamos sempre acompanhando o crescimento dela através das fotos. Que Deus continue abençoando essa família linda!
    Viviane Nunes

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *