Seu filhote vai crescendo e com ele o número de atividades sociais. Aqui no Canadá e Estados Unidos é muito comum combinar “playdates” com outros pais, assim as crianças se visitam e brincam por umas horinhas na casa de uma delas.
Hoje a Bella recebeu aqui em casa a sua primeira amiguinha de escola para um playdate, e por isso lembrei de pegar algumas dicas de como agir com este novo passo na vida social de um filho:
Vou começar com algumas dicas minhas antes de partir para as dicas dos entendidos:

  • Perceba se seu filho está pronto para um playdate na casa de alguém:
Hoje eu já posso afirmar, tendo a Bella tido seu primeiro playdate aqui em casa, que ela NÃO estaria preparada para um playdate na casa de um amiguinho sozinha. Ela ainda está na fase de brincar paralelamente com outras crianças, ou seja, brinca junto, mas brinca separado. Do lado, mas não com a criança interagindo 100% do tempo.Em casa não há problema, eu estou aqui para fazer meio de campo entre as crianças e propor brincadeiras, mas na casa de um amiguinho os pais não saberiam lidar com uma criança nesta fase da Bella brincando paralelamente, seria muito trabalhoso e chato para quem não têm experiência com crianças de temperamentos diferentes (eu sou professora, estou acostumada).
A fase da brincadeira paralela acontece entre 2 e 3 anos de idade e a passagem para a próxima fase, de “simple social play”, onde as crianças brincam e dividem os brinquedos juntos, é gradual. A Bella já sabe brincar interagindo com amiguinhos, brincam juntos, criam brincadeiras e tudo, mas ela ainda não está completamente fora da brincadeira paralela, que só acontece em meados do terceiro ano.

  • Convide o amiguinho com um horário específico:

Quando convidar um amigo do seu filho para brincar na sua casa, seja o pedido feito pessoalmente ou escrito, não deixe de frisar o horário exato da brincadeira. No meu caso, especifiquei o dia e o horário, das 3 às 5 da tarde. Desta forma os pais da criança sabem quando levá-lo e quando buscá-lo. Temos que ter em mente que receber crianças para brincar na sua casa dá trabalho, você terá que abrir mão do seu tempo para cuidar das crianças, oferecer lanchinho, coordenar um pouco as brincadeiras dependendo da idade, portanto presumir que a anfitriã fará isso por horas a fio não é legal. Se a anfitriã do “evento” não frisar o horário, pergunte você que horas você deve buscar seu filho, é de muito bom gosto e educação pular na frente e facilitar a vida da outra mãe.
Agora vamos as dicas dos entendidos:

  • Seja pontual:
Se a anfitriã marcou horário chegue na sua casa naquele horário e ponto. Se estiver um pouco atrasada, ligue e avise, mas tente ao máximo cumprir o horário combinado.

  • Ensine seu filho a ser educado e ter consideração na casa dos outros:
Ensine seu filho que brincar na casa dos outros não é como brincar em casa: não se deve pegar brinquedos sem pedir permissão ao dono da casa (pode gerar choradeira em crianças pequenas ciumentas de seus brinquedos) e não mexa em nada que não seja de criança, como objetos de decoração, luminárias, roupas, etc.

  • Comunique seu filho sobre o playdate com antecedência:
Diga que ele irá na casa do amiguinho ou que o amiguinho o visitará em casa, converse sobre o que eles vão fazer e como ele deve se comportar. Repita esta conversa seguidamente até o dia do encontro, para que seu filho esteja preparado psicologicamente para esta atividade.

  • Ensine seu filho a ter o hábiro de usar “bom dia, obrigado e até logo”
Educação se ensina desde bebezinho e darei a minha opinião aqui. Os canadenses são muitíssimos bem educados, jamais pedem algo sem dizer por favor, e palavrinhas mágicas como com licença, obrigada, “eu gostaria” e semelhantes são parte da vida no Canadá. A Bella aprendeu a dizer “please e thank you” desde que aprendeu a falar, desde que ela começou a se expressar estas palavrinhas são parte do seu vocabulário com todos que ela conhece, em casa, na escola, no supermercado, com os amiguinhos. Quando ela esquece de dizer nós a lembramos e na escola as professoras tratam as crianças com muito respeito, sempre usando as palavras mágicas.
Se você pretende criar um filho educado, comece desde o primeiro aninho de vida.

  • Leve um petisco-lanchinho-coisa boa para o seu filho levar no playdate:
A amiguinha da Bella trouxe uma caixinha deliciosa de biscoitos finos de uma confeitaria francesa! Puro charme, já que eu percebi de cara que o mimo era mais para mim do que para as crianças, mas de qualquer forma é um belo agradinho para a anfitriã da casa.
Você não precisa levar biscoitos franceses, mas pode levar por exemplo suquinhos de caixinha geladinhos, sanduichinhos de presunto e queijo ou biscoitinho de criança. Uma forma de ser gentil e colaborar com o lanche das crianças.
Como eu adoro estas coisas, fiz um lanchinho bem gostoso para as meninas e a mesa ficou tão bonitinha, tinha tanta coisa boa, que foi difícil tirar a Bella da mesa! A amiguinha implorando para subir para o quarto para brincar e a Bella bem natural dizendo ” Mas eu não acabei o cachorrinho e o muffin!”. Esta Bella, cada dia mais engraçada.

O cardápio foi:

  • Cachorrinhos assados na hora 
  • Sanduichinho cortado em formato de coração com manteiga, peru fatiado e queijo.
  • Cocotte com frutinhas: tangerina + mirtilo + morango
  • Muffin com gotas de chocolate
  • Leite com chocolate de caixinha

    3 Comments on Etiqueta de um “playdate”

    1. Bere
      25/06/2012 at 1:15 pm (8 years ago)

      que amor!!!!!!!

      amei o capricho e criatividade do lanchinho….bjos
      Berê

      Reply
    2. Marieli Lucena
      25/06/2012 at 9:23 pm (8 years ago)

      Rita, ADOREI as dicas!!!
      A Luninha ainda nao esta nessa fase, mas adoro essas informacoes.
      Uma coisinha que talvez seria interessante seria perguntar para a mae do(a) amiguinho(a) se ele(a) tem alergia a algum alimento, o que vc acha?

      Reply
    3. simone e as meninas
      25/06/2012 at 9:24 pm (8 years ago)

      oi! como as meninas aqui estão maiores já(10 e 7 anos), já recebemos algumas inúmeras vezes digamos. Quando vem muitas, digo, mais que duas, o trabalho fica grande mesmo, pque elas não param, correm, pulam, gritam, Gzuis! Mas faço por elas, pque sei que ficam felizes. Mas gostei muito das dicas! Bjs e boa semana. Simone

      Reply

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *

    Comment *