Este ano tiramos férias em maio para matar a saudade de praia de águas claras e quentes. Moramos em Vancouver e temos praias belíssimas por aqui, mas o mar do Pacifico não é quente e não se pode entrar.

Esta foi a nossa segunda vez da ilha e depois de postar fotos no Instagram (@blogbotoezinhos), várias amigas pediram dicas da ilha, então aqui vai:

A ilha de St Maarten fica no Caribe e embora pequena, é dividida em dois lados: o francês e o holandês. No lado francês a moeda é o euro e as pessoas falam francês e inglês, já no lado holandês a moeda é o dólar americano e as pessoas falam inglês ( e francês tambem).

  • Qual a melhor época do ano para visitar?

Há 4 anos eu fui a ilha em junho, desta vez fomos na metade de maio.

A alta temporada é de dezembro até abril, sendo maio e junho meses ótimos para viajar, visto que a ilha não fica tão movimentada, o transito é mais calmo, as tarifas de hotéis são mais em conta devido a baixa temporada e o tempo ainda está ótimo, sem chuvas, que chegam em meados de junho/julho.

Passamos 7 dias em maio e não choveu nenhuma vez. A temperatura era de 29-30 graus, uma delícia. Já quando fomos em junho, pegamos alguns momentos de chuva e no final da viagem bastante vento.

  • Como se locomover na ilha?

Eu certamente aconselharia alugar um carro. St Maarten é pequena, fácil de se achar com um GPS e uma ilha muito segura. Nas nossas duas viagens alugamos carro e dirigimos de ponta a ponta da ilha, jamais sentimos medo. Claro, até não andamos na rua de noite, quando já estava escuro, mas durante o dia, mesmo em praias bem remotas e desertas, é seguro.

Lógico, vale lembrar que se tem que ficar de olho sempre, no sentido de todo lugar do mundo pode apresentar algum perigo em algum momento, mas a nossa experiencia foi fantastica nas duas vezes.

Se você não quiser alugar um carro no momento de fechar a viagem, tudo bem, o aeroporto é pequeno e logo no saguao de saída tem diversos balcões de aluguel de carro. Nós reservamos nosso carro quando fechamos o pacote, pela empresa SIXT. Ao chegarmos no guichê, nos encaminharam para um micro onibus-transfer e em 2 minutos de carro já estávamos na locadora. Lá resolvemos dar um upgrade no carro e pegamos esta fofura conversivel. Valeu a pena, foi super gostoso passear na ilha com a brisa do mar no rosto.

O aluguel do carro ficou em $ 300 dolares americanos por 7 dias.

  • Idéia de preço de um pacote para a ilha:

Nós moramos em Vancouver, no Canadá, então o preço que mencionarei será saindo daqui, mas só quero dar uma ideia para vocês:

Compramos o pacote pelo site Expedia, e pagamos $ 1.000 dólares canadenses por pessoa, pelas passagens e hotel. Pegamos dois voos (até Toronto e de Toronto para St Maarten). E fomos em maio, já considerado o inicio da baixa temporada.

  • Por que gosto tanto da ilha e voltei pela segunda vez ao invés de conhecer outra ilha?

Sabem quando você se apaixona por um lugar tanto, mas tanto, que você quer voltar logo? Pois é…

O que eu mais gosto em St Maarten é que a ilha é bem rustica. Não tem hoteis-torres gigantes na beira da praia, os prédios são todos baixinhos, meio que se escondem no meio da vegetação.

Eu AMO praia e sou mega chata para praia, eu tenho uma visão de como eu acho que a ilha ideal se parece e é mais ou menos assim: quando eu entro no mar, eu não quero ver predio arranha-céu, eu quero ver coqueiros, guarda-sol, pouca gente na praia.

St Maartem tem a “vibe” de praia do Brasil, não é aquela muvuca de gente disputando espaço na areia.

  • Onde ficar? Qual praia? Qual hotel?

Na nossa primeira viagem ficamos no Hotel Sonesta Maho Beach, na famosa praia do aviao que aterriza no aeroporto logo em cima da praia. Desta vez ficamos em um hotel fantastico chamado Simpson Bay Resort & Marina. Gente…..maravilhoso.

Suuuuperrrr recomendooooo.

Quarto gostoso, bem decorado, grande, com uma varandinha e vista para piscina.

Praia de Simpson Bay

O bacana deste hotel é que ele fica em uma das praias de mar mais lindo e maravilhoso da ilha. A água é tão cristalina, que mesmo com água pelo ombro, você enxerga as conchas na areia. Uma coisa deslumbrante. Mar sem ondas, água calminha, muitas familias com crianças pequenas de bóias curtindo, uma DE-LÍ-CIA.

A praia é privativa, só se tem acesso por dentro do hotel.

Pode este mar, gente?

Bella se esbaldou, não queria sair de dentro da água e quando saia caminhava muito pela areia para juntar conchinhas.

O hotel tem duas faixas de areia privativas, com este marzão inesquecivel. Pouca gente na areia, pouca gente no mar, quela sensação gostosa da praia ser só sua.

O hotel empresta cadeiras de praia (sem custo) e tem um bar e um restaurante gostoso na areia.

Dentro do resort, existem restaurantes tambem, o nosso favorito foi o La Patrona, de comida mexicana. Gente, que delicia, eu sou expert em comida mexicana (hahaha, expert em comer, né?) e olha, me surpreendeu de tão, mas tão gostoso. Bella comeu sopa de feijão (igual o nosso, olha a dica de papá para os pequenos!) e nós amamos a Enchilada de camarão e lagosta e o prato Frango Tampico (de comer rezando).

A melhor bebida (sem álcool) da ilha: Fruit Punch. Gente que delicia, todos restaurantes e bares tem, Bella e eu doidas tomamos com todas as refeicoes por 7 dias kkk

Passear no hotel a noitinha, com uma vista deslumbrante: não tem preço.

  • Praias favoritas

  1. Anse Marcel
  2. Orient Bay
  3. Simpson Bay
  4. Fryar’s Bay ( + trilha para Happy Bay)
  5. Le Gallion

A ilha tem quase 40 praias, mas as mais especiais são estas 4. Esta vez tentamos conhecer algumas praias que dizem ser lindissimas, mas nao conseguimos pois são praias privativas de hoteis. O acesso não é proibido, mas é mais complicado, e não queriamos perder tempo tentando achar maneiras de chegar na praia com estas 5 praias maravilhosas nos esperando.

  • Anse Marcel

A praia mais linda, charmosa e tudo de bom da ilha. É mais afastada mas nada que um GPS nao o ajude a chegar lá. Amamos tanto que desta vez passamos 2 dos 7 dias curtindo ela.

Anse Marcel é pequena, mar cristalino num esverdeado-turquesa, quase nunca tem vento, é diversão garantida num dia de mega verão escaldante.

Momento #vaigordinha

Anse Marcel tem apenas um restaurante (enorme) na beira da praia e ele não decepciona. Lindo, charmoso e delicioso. Os pratos ficam em torno de 20-30 euros (só para dar uma idéia de preço, assim fica mais fácil organizar o oçamento de uma viagem sabendo quanto as coisas custam).

Uma coisa que falta na ilha em geral é restaurantes com lanche. Não tem lanche no nosso estilo brasileiro. Se toma café, se almoça e se janta, e de lanche seria mais frutas, batatinha frita, não tem muito o que beliscar.

Prato lindo de frutas frescas $ 16 euros

Sobremesaaaaaa….(12 euros, divina e grande, dividimos em 3)

Ah…esqueci de comentar. Aluguel de cadeiras e guarda sol custa em torno de 20 euros por 2 cadeiras com guarda sol. Cada praia cobra um preço diferente, mas em geral custa isso.

  • Orient Bay

Orient Bay é a praia mais famosa e badalada da ilha (mas ainda assim, não é muvuca lotada). Tem vários restaurantes legais na beira da praia, todos alugam cadeiras, e se você se sentir corajosa, tem até uma faixa de areia propria para nudismo. Este ano até arrisquei um topless discreto kkkk

Esta praia tem algumas ondas, o que é perfeito para quebrar os dias seguidos com mar sem onda. A água é bem morna, uma delicia. Tem tambem esportes aquaticos para quem quiser se aventurar.

Nós gostamos da faixa de areia de Bikini Beach, no restaurante Kakao Beach

  • Friar’s Bay

Friar’s Bay é uma praia bem rústica, com apenas 2 restaurantes, e sem wifi, portanto sem cartão de crédito, tudo tem que ser pago em cash.

Mar de água absolutamente cristalina, nos apaixonamos por esta praia. Ficamos na faixa de areia do restaurante com cores da Jamaica, o pessoal super querido e solicito, comidinha gostosa, Bella não saiu de dentro do mar um minuto. Outro mar perfeito para crianças. O ideal é comprar bóias e espaguettis e poder curtir dentro da água.

Eu aproveitei que Bella fez uma amiguinha e ficaram brincando, e coloquei a minha leitura e bronzeado em dia.

  • Trilha para Happy Bay……de dentro da praia de Friar’s Bay

A trilha é curtinha, 15 minutos de caminhada, um passeio LINDO que vale muito a pena. Mesmo com crianças pequenas, é de fácil acesso. Vimos mais de uma dúzia de iguanas/lagartos, alguns gigantes,com filhotinhos, foi lindo demais. Rimos muito, Bella estava eufórica pois os lagartos se atiravam de uma árvore para a outra, nos davam cada susto haha.

A praia de Happy Beach é linda e deserta, mar lindissimo tambem.

  • Le Gallion

Le Gallion fica ao lado de Orient Bay. Em 2014 quando visitamos a ilha pela primeira vez, perguntei a uma funcionaria do hotel qual a praia que os locais mais gostavam, e ela disse Kiddie Beach – Le Gallion. Falou que a água era cristalina, o mar rasinho até perder de vista, e seria a praia favorita da nossa filha. E assim foi.

Foto tirada do Google, queria uma que desse uma ideia da cor da agua e como é rasinha. Nós sempre fomos ao entardecer e as minhas fotos não dão uma ideia real de como é linda.

Durante a alta temporada, a praia tem 1 restaurante na praia, bem simples, mais para lanches, e um banheiro. É frequentada pelas crianças locais que vão com a escola, ou seja, uma praia bem familiar, criançada brincando, super alto astral.

  • Phillipsburg

Phillipsburg é a praia onde os grandes cruzeiros atracam. É a praia com mais comércio, muitas lojinhas, muitas joalherias ( o ponto forte da ilha), é uma delicia de passear.

Então concluindo….

  • St Maarten é uma ilha para todo mundo?

Não.

Diferente do México, a ilha é mais rústica, não tem mega piscinas com parque dágua para crianças, não tem kids club com baby sitter, nada disso. É bem estilo brasileiro, você pode ficar no hotel e curtir o mar da praia do hotel ( se o hotel em que ficares tiver praia privativa) ou alugaras um carro para conhecer muitas praias, como fazemos.

As praias por sua vez tem restaurantes com cadeiras e guarda-sol pagos, mas tu tens que levar os brinquedinhos das crianças, pois não há infra estrutura como em outros lugares.

É uma ilha para curtir as praias, tomar sol, ler um livro, comer muito bem, namorar, brincar na areia…..do jeito que a gente fazia lá nos anos 80 e 90 quando os hoteis não tinham estas mega infra estruturas que tem hoje. Talvez por isso eu goste tanto, pois é puro relax, não tem muvuca, não tem gritaria em lugar algum, é uma DE-LI-CIA.

Se tiverem alguma duvida é só me perguntar que terei o maior prazer em responder.

E se forem a ilha, nao deixem de me contar se amaram tanto quanto eu.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *