15974902_1368859236478382_4545811870389085834_o
10 anos de muito amor e sabedoria (foto de Carol Camanho)

Hoje faz um ano da partida do nosso sempre amado Butters. Como o tempo passa rápido e ao mesmo tempo devagar, parece que voou mas também parece que faz tanto tempo.

Tenho certeza que estes aniversários da passagem dos nossos animais de estimação eventualmente passarão em branco, acabaremos esquecendo o dia exato em que eles nasceram e morreram, mas no caso do Butters ele nasceu e morreu no mesmo dia, 10 de janeiro, então invariavelmente o dia 10 ficara marcado pelas patinhas dele nos nossos corações.

15972399_1368859193145053_8084043905857526237_o
Já velhinho 🙁 Foto de Carol Camanho

Os animais são seres capazes de amar sem medidas, sem pedir nada em troca, apenas um olhar e um carinho. Ele pedem tao pouco e nos dao tanto. Enchem a nossa vida de risadas que provavelmente seriam desperdiçadas não fosse a sua presença: um jeito engraçado de sentar e deitar, aquela cabeça em cima do seu pe, aquele olhar de pidao que nos derrete e ao mesmo tempo irrita tanto. Eles são tao inocentes e queridos que simplesmente não temos palavras para expressar todo o amor que sentimos.

O amor entre um cão e seu dono é um caso de amor, um amor infinito enquanto dure……e ele dura tão pouco. Dez anos nunca serão suficientes para esta troca de energia tão linda, esta lealdade tão profunda, aquele abrir de porta sabendo que o seu melhor amigo está ali esperando você virar a maçaneta para pular no seu colo.

15994610_1368859273145045_3530939472498596333_o

Hoje faz exatamente 365 dias que o meu melhor amigo e minha alma gêmea canina partiu. Fazem dias que eu lembro que esta data esta chegando e choro. Choro pela saudade que eu ainda sinto mas choro, principalmente, pelo privilegio de ter sido tao amada por um cachorro tao especial.

O autor de livros infantis Dr Seuss cita em um de seus livros:

“ Não chore porque acabou, sorria porque existiu.”

O legado deste amor tão perfeito continua na nossa família, na forma do nosso novo cachorrinho, tao lindo e bonzinho quando o Butters foi, mas que jamais terá o titulo do meu primeiro cachorro. Portanto, no seu modo tão nostálgico e singular, Butters foi e será o cãozinho mais especial da minha vida.

A saudade será eterna, mas as lembranças tão especiais tambem.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *