Hoje é um dia importante, o dia do combate ao estresse, este mal que acomete muito de nós, possivelmente todos nós, nesta montanha russa que são nossos dias atualmente. 
Meu nome é Rita.
Eu sou uma estressada.
Fato. Não adianta tentar negar, me enganar, sou e pronto. Mas dizem que o primeiro passo é você admitir o seu problema, certo? Bom, já o segundo passo é você querer se ajudar. Ninguém tem culpa se você é estressada, isso é algo que você mesma terá que tratar.
Estou me tratando com uma Naturopata aqui em Vancouver, o que será assunto para um post mais longo mais adiante, mas na nossa primeira consulta ela me fez uma pergunta que me abalou. De verdade! Fiquei magoada, triste comigo mesma, e aqui vai a pergunta:

O que você faz para relaxar?
Uma pergunta tão singela, mas tão perturbadora. Fiquei sem palavras, deu até vontade de chorar, pois naquele momento eu entendi exatamente o que a médica quis dizer, e eu entendi exatamente onde eu falho.
O que eu faço para relaxar?
Sei lá? Vejo um seriado na tv no final do dia! Serve, doutora?
Ok….mas só isso, nada mais?
Vejam bem:
Eu cuido da minha filha, da sua saúde e bem estar.
Cuido do meu marido, da sua saúde e bem estar.
Cuido do meu cachorro, idem.
Cuido das minhas 6 professoras na escolinha, para que não se estressem, tento minimizar as fontes de estresse delas durante o dia.

Mas e eu?
O fato é que eu não cuido de mim.
Ok, vou ao médico e ao dentista regularmente, mas o cuidado fica por aí, mas na nossa absurda rotina atual, ir ao médico 1 vez por ano e ir ao dentista 2 vezes por ano não é o suficiente.
A médica me mandou fazer uma série de exames hormonais, do hormônio cortisol, que regula o estresse do corpo, me pediu um registro honesto e em detalhes sobre a minha alimentação durante uma semana, pediu que eu faça exercicios (30 minutos de caminhada por dia são o suficiente, segundo ela) e me sugeriu 6 sessões de acupuntura. Sou obediente, fiz tudo o que ela me pediu, até mesmo a academia, o que é o mais chato para mim e o que mais tenho dificuldade de prosseguir a longo prazo…..mas o resto é comigo.
O meu dia é muito corrido, eu levanto as 7 da manhã e só paro depois que Bella vai dormir. A levo na escola, volto para casa, fico em casa por 2 ou 3 horas de manhã, onde trabalho nas coisas da escolinha, enquanto isso vou lavando roupa, guardando roupa, limpando banheiros, pegando as bagunças, depois almoço rapidinho e vou para a escola. Fico na escolinha por 3 horas, depois vou buscar a Bella na escola. Dirigimos de volta para a escolinha onde ficamos até o final do dia. Daí bora para casa, fazer janta, organizar o que der, tentar planejar o almoço dela do dia seguinte, organizar a cozinha, botá-la para dormir e daí já são 8:00 ou 8:30 da noite. Dai com sorte, se eu não tiver problemas a serem resolvidos da escolinha, eu vou sentar no sofá com o marido para vermos um ou 2 capitulos de um seriado de tv. E pronto….hora de dormir.

Valha-me Deus.
Eu ainda estou fazendo uma última matéria que faltava para finalizar a faculdade aqui, e mais os pepinos extras que gerenciar uma escola exigem. Sou eu quem cuida de toda a parte burocrática e administrativa da escola, desde todas as compras até a folha de pagamento, e tudo mais que vai no meio.
Por isso, exatamente por isso, por eu ter tantas responsabilidades, eu não sinto culpa alguma quando:
  • Combino de almoçar com minhas amigas
  • Saio….sozinha….para ir ao cinema regularmente
  • As vezes me dou ao luxo de pegar Bella e irmos jantar ou almoçar fora nós duas num restaurante legal
  • Assistir meus seriadinhos sem culpa na hora do meu almoço ou a noite, se marido estiver trabalhando até tarde
  • De me dar uma massagem de presente (deveria fazer isso mais regularmente)
  • De sentar minha bunda na cadeira e dedicar um tempo ao blog….meu hobby
As vezes um segundo de culpa pairam sobre o ar…..sou mãe, sou casada, sou empresária, tenho responsabilidades, não deveria estar fazendo estas “frivolidades” para mim….mas quer saber?
Dane-se !
Eu deveria sim encontrar mais tempo para fazer tudo isso acima, mas é tão dificil. Cabe somente a mim organizar melhor o meu dia para que tudo o que eu doo para os outros, eu possa doar um pouco para mim também.
Não é porque sou mãe que preciso abdicar de tudo o que eu gosto e tenho vontade de fazer, não é mesmo?
Viram que este post passou de como combater o estresse para a culpa de mãe?….hahaha
Que o dia 23 de setembro sirva de lembrete para que todas nós tenhamos mais tempo para relaxar e fazer o que gostamos. Que você não precise de um médico lhe dizendo isso! 
 Estou tomando o combate ao estress com minhas próprias mãos:

  • Fazendo uma alimentação mais saudável: sem tantos doces e bobagens que prejudicam a nossa saúde e são causadores de cansaço, fraqueza e mil e um outros problemas que sabemos bem
  • Tentando me exercitar regularmente (o mais dificil para mim)
  • Procurando achar momentos de ralaxamento, fazendo o que eu gosto
  • Procurando alternativas para tratar o estress (seja acupuntura, massagem, terapia, academia, o que seja)
E se nada disso for suficiente para você, lembre-se que seu filho se espelhará em você e nas escolhas saudáveis que você faz. Somos o espelho das nossas crianças e mães que não se cuidam passam esta imagem para os filhos.

1 Comment on O post mais útil que você lerá hoje

  1. Anonymous
    26/09/2015 at 4:10 am (2 years ago)

    Otima reflexao!

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *