Hoje a minha Bellíssima completa 6 anos de vida.

Seis anos de vitórias.
Seis anos de alegria em viver esta vida que é tão valiosa, tão bonita.
Há seis anos Bella nasceu e não tinha com ela perninhas gordinhas de uma bebê normal. Não chorou quando nasceu, não pode sequer ser vista por sua mãe e seu pai direito. Bella nasceu e ali naquele momento que era para ser de alegria, de colo, de beijos, de amor, foi pega por uma dezena de médicos e levada para a UTI com somente incertezas, nada mais.
Me pego pensado se um dia eu conseguirei celebrar o aniversário da minha filha como outras mães, somente com alegria e mais nada, mas seis anos já se passaram e eu não esqueci. Talvez nunca esqueça, provavelmente nunca esquecerei. A alegria imensa que vivo em cada aniversário da minha filha é misturada com aquelas lembranças, com o sabor salgado de lágrimas, com imagens e sons daqueles tempos, e talvez tenha que ser assim, talvez estas lembranças enraizadas em mim sejam necessárias, talvez elas sejam o lembrete da grande e dura lição que aprendi quando minha filha nasceu:
A vida é um sopro…..e estar vivo é uma benção.
Estar vivo aqui, hoje, não é algo banal, corriqueiro.
Vivermos a nossa vida todos os dias é uma benção, um presente, um milagre, e o nascimento da minha filha é para mim prova disso. 
Hoje vejo a minha menina com seis anos, tão grande, tão linda, tão inteligente, e me pego pensando como é difícil não podermos ver o futuro. No pior momento da minha vida, em um dia tão dificil para Bella no auge da sua doença, quando médicos e enfermeiras me obrigaram a me trancar em uma sala enquanto eles tentavam salvar a vida da minha filha, fico pensando porque Deus não permite que nós mães de bebês tão doente vejamos o futuro…….que lá na frente tudo ficará bem? A resposta é porque nem todas as mães tem a mesma sorte que tive, nem todas as mães de bebês tão doentes tem a sorte de ver seus filhos se recuperando, sobrevivendo. 
Naquela época eu não sabia absolutamente nada sobre prematuridade, o que foi uma benção na verdade, mas com tudo o que sei hoje, com todas as leituras que devoro sobre a prematuridade atualmente, eu tenho plena consciência de que minha filha estar viva hoje é sim um milagre. Não acho justo creditar nossa vitória somente a Deus, acredito que os médicos e enfermeiros foram os responsáveis pelo nosso milagre. Ainda hoje tenho flashes de momentos dentro da UTI e lembro como se fosse hoje a expressão no rosto de cada médico ao analisar cada raio X nos momentos mais difíceis: a tristeza, a frustração ao ver más notícias. A reação deles era espelho da minha, de mãe. Aqueles profissionais se agarravam a medicina com todas as forças para salvar o meu bebê……o meu bebê… não o deles, e ainda assim eles lutavam hora a hora para descobrir porque Bella estava tão doente e não se recuperava. Tenho uma profunda gratidão a todos os eles, algo que nem sei explicar com exatidão em palavras, algo que só um familiar de um ente querido entre a vida e a morte pode sentir. Você entrega a vida de seu filho nas mãos destes anjos que lutarão com você, por você, pela vida do seu filho, é algo que somente pessoas muito especiais tem esta vocação. E neste ponto sim, entra Deus. Aquele Deus que presenteou estas pessoas com esta entrega, esta dedicação e vocação tão linda.
Minha filha é uma criança que vive a vida como se não houvesse amanhã, quem a conhece sabe. Ela é intensa, feliz, até quando chora, sorri com os olhos. Talvez haja nela algo daquela época, pois naqueles tempos o amanhã era incerto. O hoje de Isabella é vivido intensamente, ela agarra a vida todos os dias, aproveita cada minuto, ri…..ri muito, dá muitas gargalhadas o dia todo, conta piadas, abraça, beija, diz eu te amo para TODAS as pessoas que tem a sorte de serem amadas por ela. Ela se entrega e não guarda nada para si, ela entrega toda a alegria e amor que tem dentro de si, Bella dá absolutamente tudo o que tem para os outros, para o mundo.

Dizem que recém nascidos não guardam lembranças, que é impossível lembrar, mas algo fica registrado pois se você já conheceu um prematuro extremo, aqueles nascidos com menos de 1.200 Kg, você poderá comprovar o que eu digo. Eles florescem sem precedentes, eles derrubam um a um os obstáculos que a vida põe na sua frente. Eles são a prova de que quando Deus e a medicina se juntam, tudo é possível.
Em todos os aniversários da Bella eu penso nas minhas amigas, mães prematuras. Nas minhas amigas que tem hoje seus filhos consigo, e principalmente aquelas que tiveram que se despedir tão prematuramente. A minha alegria pela vida da minha filha é imensa, mas o dia 30 de agosto sempre servirá como momento de reflexão, de compaixão, de agradecimento.
Fazem 6 anos que fui mãe prematura pela primeira vez, e embora 6 anos tenham se passado, os pré-conceitos quanto a prematuridade ainda são os mesmos. As pessoas ainda não sabem o que significa ser prematuro, não conhecem todos os riscos,todas as sequelas que um bebê extremo pode ter. Acham que ser prematuro signfica apenas ganhar peso, e não há nada mais terrivel do que julgar a prematuridade desta maneira. Se não há conhecimento por parte de todos, nada mudará. 
1 entre 8 mães tem um filho prematuro mundo afora.
1 entre 8 mães não terá condições de ter seu filho em um hospital preparado para um parto prematuro.
1 entre 8 mães não tem condições de ter cuidados pré-natais como deveria.
1 entre 8 mães não tem o apoio da familia…..o apoio emocional no pior momento da sua vida.
1 entre 8 mães são vistas como exageradas, dramáticas, pois choram na UTI
1 entre 8 mães perde sua licença maternidade com o filho ainda na UTI, não podendo tirar mais tempo depois dele ir para casa.
1 entre 8 mães verá seu filho morrer por uma série de complicações da prematuridade
1 entre 8 mães terá, talvez, a sorte de ver seu filho sobreviver…….esta mãe fui eu.
No dia 30 de agosto, abraço minha filha apertado, a encho de beijos e presentes pois ela merece ser celebrada todos os dias do ano, principalmente no seu aniversário, mas no dia 30 de agosto eu me encho de força e inspiração para quem sabe fazer a diferença na vida de uma mãe, uma mãe que seja, que esteja se sentindo sozinha dentro da UTI como eu me senti, e que ela saiba que existe uma mãe que sabe exatamente o que ela está sentindo. As lágrimas que derramei há 6 anos atrás e hoje escrevendo este texto, são as mesmas lágrimas que outra mãe chora neste exato momento em algum lugar do mundo. A esta mãe…..eu te entendo, eu penso em ti, estamos juntas.
Feliz aniversário, minha Bellíssima, pela sua beleza, luz e força incomparáveis, e pelo eterno aprendizado sobre a vida, sobre compaixão e sobre fazer a diferença na vida de ….uma pessoa.


Bella 1 ano from rita correa on Vimeo.

Hoje gostaria de compartilhar com vocês um vídeo que fiz para minha família quando Bella completou 1 aninho. Um video longo, mas com todos os momentos importantes do inicio de sua vida. Por 6 anos relutei em compartilhar este video, mas hoje resolvi mudar de idéia, e compartilhar com você, na esperança que cada uma de vocês que assista este video aprenda que a prematuridade não é apenas ganhar peso, e que se você um dia conhecer uma mãe prematura, possa ajudá-la com apoio, palavras de carinho e ajudar de alguma forma esta familia que precisa sim de tanto apoio.

11 Comments on Feliz aniversário, minha Bellíssima

  1. Nanda
    30/08/2015 at 1:49 pm (2 years ago)

    Rita me acabei em lágrimas assistindo o vídeo. Sempre leio seus relatos sobre e prematuridade da Bella, mas o vídeo é de uma realidade ímpar. Quantas lutas, quantas batalhas vencidas. E a Bella com a mesma carinha desde o nascimento. Que gerreira! Sinto um orgulho dela aqui, imagino vocês. Da uma vontade de conhecê-la. Essa menina é tão especial. Até fiquei envergonhada de sofrer tanto com um simples resfriado da minha filha. Vocês são demais, parabéns viu! E parabéns pelos seis anos tão lindamente vividos por essa guerreirinha.

    Reply
    • rita
      02/09/2015 at 12:42 am (2 years ago)

      Nanda querida!

      Não fique culpada de se estressar com o resfriado, pois eu tambem fico maluquete com o resfriado da Bella hoje! hahaha. A gente brinca aqui em casa que as minhas tarefas de mãe são cuidar de todo mundo e me preocupar…hahaha…e é verdade.

      Ele é muito especial sim.

      Obrigada pelo carinho!
      Rita

      Reply
  2. Danielle Maciel
    30/08/2015 at 2:18 pm (2 years ago)

    NIssa nem acredito que ja sigo o blog a 3 anos? Na verdade nem sei como achei já que não sou mãe (a não ser de cachorro) Eu lembro que um dia li e gostei e a partir daí tds os dias acompanho. Ver a Bella crescer é lindo, uma menina tão pequena é pra mim exemplo de força e superação! Parabéns Bella, que Deus te ilummine sempre e faça vc ter sempre essa alegria de viver! Parabéns tbm para os pais dessa guerreira que tem o melhor presente do mundo!

    Reply
    • rita
      02/09/2015 at 12:44 am (2 years ago)

      Dani 3 anos já??? O tempo voa!!
      Ah….mãe de cachorro tambem é mae! Cachorro da ate mais trabalho que filho. haha Eu passo o dia chamando atencao do Butters, dando bronca, limpando ouvido, dando comida, jesuissss….filho humano é mais facil hahahaha e eles nao latem!

      Obrigada pelo carinho

      Reply
  3. Francisca
    30/08/2015 at 3:56 pm (2 years ago)

    MUITOS BEIJOS E ABRAÇOS (faz de conta que a gente está pertinho) para as nossas meninas GUERREIRAS, BELLA & RITA!!!!
    O dia de hoje é e será sempre especial!! Um dia de agradecimento!!!
    Chica e Cândido.

    Reply
  4. Sandra Nogueira
    31/08/2015 at 5:43 pm (2 years ago)

    Parabéns querida Bella! Vc é daquelas flores raras…com beleza e delicadeza que escondem a profundeza das raízes…bebês prematuros são sábios por natureza, aprendem a dar profundo valor ao tempo, às pessoas e à vida! Vc é uma imensa e intensa celebração da vida! Que seus sonhos se realizem sempre e que pessoas como vc permeiem os caminhos que seguirá, você merece! Seja muito feliz querida Bella, muito, muito mesmo! Com amor Sandra e Helena

    Reply
    • rita
      02/09/2015 at 12:44 am (2 years ago)

      Sandra amada!

      Muito obrigada pelo carinho, nos sabemos que o importante é celebrar a vida, o resto é detalhe.

      Beijos mil para voces

      Reply
  5. Anonymous
    01/09/2015 at 3:10 pm (2 years ago)

    Rita, o vídeo é pra lá de emocionante!!!
    Bella, guerreira, parabéns!!!
    Muitos e muitos anos de muitas alegrias, muita saúde, muitas conquistas e muito amor!
    Beijos,
    Mari

    Reply
    • rita
      02/09/2015 at 12:49 am (2 years ago)

      Mari querida!
      Muito obrigada pelo carinho, a Bellinha foi sim muito guerreira e abraçou a vida desde o inicio.
      Beijinhos mil
      Rita

      Reply
  6. Lari Banister
    22/09/2015 at 10:48 pm (2 years ago)

    Rita eu entendo sua hesitacao em nao compartilhar o video por tanto tempo, pois claro eh algo muito particular. Porem, eu espero de verdade que outras mamaes passando pelo mesmo que voce passou possam encontrar esse blog maravilhoso que voce vem escrevendo ha anos e que elas possam ver esse video (pra mim ele deveria ficar numa barra lateral). Ele eh a prova de uma vitoria imensa, que com certeza dara muito conforto para quem esta sofrendo. Acho que conforto eh a palavra certa para ser usada, espero mesmo que se uma mamae assista esse video ela sinta conforto na sua vitoria. Eu assisti e fiquei com os olhos marejados como sempre fico sempre que leio algo que se refere a esse assunto escrito por vc. Beijos (Lari Vivi todo dia da Inglaterra)

    Reply
  7. clara
    07/12/2015 at 10:49 pm (2 years ago)

    Que vídeo! Que história. Me lavei de chorar por imaginar tua luta sozinha aí que a gente nem fez idéiaaqui. Chorei de alegria por ver a vitória de vcs. Muito lindo. A vida é linda… só temos que agradecer. Bjs

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *