Para Sempre Alice
Fazia tempo que eu não lia um livro tão sensível e emocionante. Aquelas histórias que mexem com você e no minuto que você acaba de ler a última página, se tornam inesquecíveis.
O livro Para Sempre Alice, de Lisa Genova, é lindamente escrito, com uma narrativa envolvente e muito direta e verdadeira. Já nas primeiras páginas entendi porque seus direitos foram comprados e ele virou filme. A história de Alice, professora de Harvard no livro, e Columbia no filme, é um dos maiores nomes da Linguística nos Estados Unidos. Depois de insistentes lapsos de memória, ela se descobre portadora de Alzheimer.
Não gosto de fazer resenhas longas de livros, pois acho que contar demais o enredo da história tira a surpresa de quem ainda não leu o livro, mas gostaria de deixar registrado que a leitura é tão fascinante que li o livro em apenas 4 dias, sendo que a minha última semana foi super corrida e atarefada no trabalho. Mas fui dormir tarde todas as noites para ler o máximo que eu conseguisse.
Maria Shriver, uma das herdeiras da família Kennedy, que vivenciou o Alzheimer de sua mãe por muitos anos, disse que Para Sempre Alice fará pelo Alzheimer, o que o filme Philadelphia fez pela AIDS….levar a conscientização ao público. Se você não possui alguem da familia acometido pela doença, você não sabe como ela é, como afeta a pessoa e sua família, você tem uma vaga noção, mas não entende direito. 

A história ilustra como a doença ataca a única coisa quefaz de nós quem somos< nossas memórias. O que somos senão o sumo de nossas vivências, sentimentos, a nossa percepção do mundo a nosso redor e das pessoas que amamos. Se isso é tirado de você, quem você é? Em que você se transforma? Vale a pena viver?
Alice questiona estas questões lindamente, é muito emocionante ver a interpretação bárbara da atriz Julianne Moore, é realmente inesquecível.
Se você não viu o filme ainda, se puder, leia o livro antes. É curtinho e fácil de ler, eu garanto a vocês que vocês não vão se arrepender, quando digo que é inesquecível, estou falando a verdade, e já entrou para a minha lista de livros favoritos. Estou até cogitando comprá-lo em versão impressa para guardar em casa e ler mais vezes.
Só um PS – o discurso que Alice dá no final do filme é lindo, mas o discurso no livro é uma das coisas mais lindas que eu já li. O filme mudou quase todo o discurso, não entendo porque, pois no livro aquela fala é o coração da história, a coisa mais linda.

Á, e antes que eu esqueça, o filme é lindo, achei o casting perfeito de Julianne Moore e Alec Baldwin como Alice e John, e Kristen Stewart, a Bella de Crepusculo, como a filha “rebelde” Lydia. Kristen trabalha muito bem e a sua relação com a mãe, é muito bonita no filme, mas mais linda ainda no livro, em que grande parte dele roda em torno das expectativas que a mãe tem com relação a filha, ainda mais depois do diagnóstico.

2 Comments on Livro e Filme emocionantes

  1. Agláia Tavares
    15/06/2015 at 7:18 pm (2 years ago)

    amei os dois ! imperdíveis ! li em dois dias !

    Reply
  2. Wera Corrêa
    17/06/2015 at 1:18 pm (2 years ago)

    Assisti o filme e na sequencia pretendo ler o livro. A meu ver todos deveriam ver o filme, ou ler o livro, ou ambos, para que entendam como essa doenca é danosa e como afeta uma pessoa e sua familia..

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *