Puxa, só hoje vi o comercial de Hong Kong sobre a menina que descobre o que o pai faz depois que ele a deixa na escola. Impossível não chorar pela beleza da mensagem e delicadeza do vídeo. Um dos mais bonitos que vi nos últimos tempos.

A frase mais marcante é “O Futuro da criança vale qualquer sacrificio”.
Quanta verdade.
Levanta a mão quem cresceu em uma família que tinha que se apertar para criar os filhos? Ou que conhecia ou conhece alguém que faz sacrificios para dar educação e conforto a suas crianças? Salvo você ter nascido em uma família com condições financeiras muito confortáveis, você aperta o cinto sim. Se você é pai ou mãe, este vídeo toca fundo nos seus sentimentos. 
Aqui no Canadá levamos uma vida muito confortável, realmente não posso reclamar, mas não é uma vida sem apertos. Com o financiamento da casa, contas para pagar e supermercado, o resto é aperto, é economia, é abrir mão de muita coisa para fazer tantas outras. Deixo de fazer muita coisa, deixo de comprar coisas para mim, para ter condições de pagar as atividades da minha filha, entre comprar para mim e comprar para ela, sempre escolherei ela. Que jogue a primeira pedra os pais que pensam diferente. 
A maternidade é sim sacrificio, quem fala o contrário está faltando com a verdade. 
Quando o bebê nasce os sacrificios são físicos, você deixa de dormir suas 8 horas de sono, você come comida fria –  isso quando tem tempo de comer – banho é artigo de luxo e operação de guerra. Você deixa de sair com os amigos, deixa de jantar fora pois a logistica é tão grande que nem vale a pena se animar muito. Depois o bebezinho começa a ser independente, a caminhar sozinho a bater suas asas, e com elas vão o seu sossego. Seu coração vive aos sobressaltos: medo que ele caia, se machuque. Medo que outra criança o empurre, fira seus sentimentos. Medo que ele aprenda coisas ruins, negativas, comece a apresentar comportamentos que vão de encontro com o que você gostaria que ele aprendesse.
Com o passar do tempo os sacrificios vão ficando menores fisicamente, mas maiores e mais complexos emocionalmente: a constante preocupação com a educação, com a segurança, com a saúde do seu filhos. A preocupação se você está conseguindo fazer tudo o que gostaria como mãe, se está trabalhando o bastante para proporcionar educação, atividades, passeios. Sempre tenho em mente que há famílias com muito menos do que eu, e me policio diariamente a não reclamar da minha vida, a dar valor a tudo. 
Ter filhos é se sacrificar diariamente e com gosto, com vontade de dar mais e mais. É um dos únicos sacrificios no mundo que fazemos sem rancor, sem guardar ressentimentos.

1 Comment on O futuro de uma criança vale cada sacrificio

  1. Francisca
    07/03/2015 at 1:46 pm (3 years ago)

    É comovente!!! Beijos da Chica.

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *