Quando eu era criança tinha o incentivo da minha família no que diz respeito aos meus gostos na época: desenhar quando criança e fazer aulas de dança quando adolescente.

Nunca vou me esquecer dos inúmeros cursos de desenho que fiz ainda pequena, na Casa de Cultura Mario Quintana em Porto Alegre. Devia ter o que? 9, 10 anos? 
A minha vida adulta não teve o desenho e a dança como profissão, mas vamos combinar que a vida seria tão chata se tudo o que fizéssemos quando pequenos fosse voltado ao nosso futuro, onde a diversão e os sonhos se encaixariam?
Hoje vejo minha filha cheia de gostos e, dentro do possível, vou acompanhando-os e incentivando-os. Ela adora desenhar desde pequenininha, lembro dela na turminha dos toddlers (2 anos), arrasando nas colagens, ela acabava, literalmente, com o estoque de papeizinhos e miçanguinhas, as suas colagens era pesadas de tanto material que ela colava no papel. Depois quando entrou na turminha da pré-escola, o gosto seguiu adiante, mais voltado para as canetinhas e cadernos de colorir, e hoje já estamos em uma nova fase.
Se existe uma coisa que eu não economizo, tanto para minha filha em casa quanto para nossos alunos na escolinha, é em material de arte:

  • Papel branco
  • Papel colorido
  • Canetinhas de ponta grossa
  • Canetinhas de ponta fina
  • Lápis de cera
  • Lápis de cor
  • Tinta
E por aí vai.
Prefiro economizar em brinquedos, se necessário, do que em materiais de arte para crianças.

Semana passada meu marido deu um grito e me chamou para ver uma coisa na mesinha da Bella:
Uma folha branca em cima da mesa com um cavalinho “pet” de princesa do lado. Ela tinha retratado pela primeira vez um objeto. Achamos o máximo. Confesso que tentando resgatar lá da minha infância, não lembro de nunca ter usado um objeto como peça inspiradora para um desenho.
Acho que Bellinha puxou ao Vovô Vicente, o artista da família.
Dias depois, encontrei esta cena de novo em cima da mesinha. Dá para aguentar tanta fofura?

Por hora os gostos dela são desenho e música, tendo inclusive dito ontem que gostaria de ser uma estrela de Rock n’ Roll….hahahaha. Não sei o que ela julga como estrela de Rock n’ Roll, acredito que ver os alunos na aula de baterial na escola de música. 
Enquanto os gostos forem estes, vamos estimulando aqui em casa, depois se eles mudarem, também mudarão os incentivos. Algumas semanas atrás ela pediu para voltar a aula de dança, estou esperando março chegar para ver se acho alguma aulinha mais parecida com a personalidade dela, já que Ballet nunca deu certo nas nossas tentativas, ela precisa de algo mais energético e ritmado.
Veremos.
E vocês, meninas?
O que seus filhotes curtem?

2 Comments on Incentivando os gostos das crianças

  1. Francisca
    30/01/2015 at 6:50 pm (3 years ago)

    Nossa!! Amei o desenho, ela fez bem elaborado, com todos os detalhes!!! Beijos Chica.

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *