Todos me perguntam como é que ensinei Bella a gostar TANTO de ler. Bom, melhor começar explicando que Bella gosta muito de ler, e olha que ela nem lê ainda. Desde bebezinha nós vamos a livraria passear, sempre comprei livrinhos para ela, desde bebê, aqueles de tecido que fazem barulhinho. Agora pensando em retrospecto, nós nem líamos tanto assim para ela quando ela era pequenininha. Hum, então em que momento ela começou a gostar de ler?
Não sei, não lembro. Buááá, que péssima mãe. Sinceramente não sei apontar a idade exata em que ela começou a amar livros, mas vou contar para vocês o que nós fizemos desde bebê para ela gostar de livros:

  • Comprá-los
Visita a livraria

 

Básico, mas verdade. Sem livros a criança não aprenderá a gostar deles, ficará meio complicado. E assim não adianta ter 5 livros apenas, que serão lidos toda santa noite, tem que renovar a biblioteca. Eu seguido compro livros para ela, desde aqueles grossos e grandes de capa dura, as leituras infantis clássicas, até os fininhos de capa mole sobre historinhas mais atuais.

  •  Ler para a criança
Como a criança não sabe ler ainda, você terá que ler para ela. Sempre. Todos os dias de preferência. O meu marido é o “leitor” oficial da casa, ele lê muito para a Bella, todas as noite, no mínimo uns 2 livros. E quando ele diz bem feliz: “Bella, pode escolher dois livros para o daddy ler”, e a malandra vai lá e escolhe dois livros imensos estilo enciclopédia? hahaha, ele quase morre. Pois a noite, no escurinho do quarto, e a vontade de fechar os olhos e tirar uma soneca ali mesmo? Mas ele segue firme e lê os livros escolhidos.

  • Deixar a criança sentir o livro
Nada de ficar aos gritos dizendo:
NÃO AMASSA!
NÃO RASGA!
NÃO BOTA NA BOCA!
Bella era uma bebê de 1 aninho e “lia” livrinhos de capa mole sem botar na boca ou despedaçar. Ela jamais rasgou ou mastigou livros, às vezes dava uma rasgadinha por acidente, virando a página com os dedinhos pequenos, mas jamais por que quis ou quem sabe pois nunca teve a tentação de contrariar a mãe!

  • Proporcione livros em vários estilos:
Capa dura.
Capa mole.
Gibizinho.
Livro de tecido.
Revista.
Livros de adultos (para ela olhar, ver as letras)
Livros somente ilustrados.
Quanto mais variedade, maior o interesse.

  • Histórias interessantes
Deus me livre, não me condenem, mas o que tem de livro clássico chato, não está no gibi. O mesmo vale para a criança. Sabemos que existem os livrinhos clássicos, mas as vezes são chatos, pronto falei. Proporcione livros interessantes, livrinhos com histórias diferentes, ilustrações diferentes, não se apegue a mesmice não. Criança cria seus gostos desde pequenininha. Se você deu um livro e a criança não curtiu, não se ofenda, doe e compre outro. Principalmente na primeira infância quando você gostaria de estimular a leitura.

Quando pegar um livro de criança na mão na livraria, olhe com os olhos de uma criança. Que tal as gravuras? Bonitas e coloridas? Ou totalmente sem graça e sem cor? Criança é muito visual, se o livro não apelar para o visual, não fará sucesso.

  • Livros pela casa toda
Acho que este ponto foi um dos maiores incentivadores de leitura da Bella, temos livros pela casa toda: sala, cozinha, banheiros, no quarto dela, no meu quarto, no quarto de hóspedes e muitos, muitos no carro. Ela está com um livro na mão o dia inteiro.
Você não precisa necessariamente LER PARA A CRIANÇA, a criança poderá “ler”, olhar as figurinhas, sozinha. Mas para isso é tarefa sua fazer com que estes livros cheguem nas suas mãozinhas.

  • Livro em formato CD
Um dos maiores sucessos aqui em casa são aqueles livrinhos que também tem a história contada em CD. Temos uns 10. Ela adora ler e ouvir ao mesmo tempo, ou somente lê, ou somente escuta. Tem fases que ela ouve a mesma história 5 x no caminho casa-escola-casa. Já sabe de cor, mas segue pedindo.  É uma maneira da criança estimular ainda mais a imaginação na minha opinião, pois ao contrário do livro, o cd não tem gravuras, e ela poderá imaginar o que está ouvindo.

  •  Livros e os personagens em pelúcia

Certas histórias tem seus bichinhos de pelúcia, bonecos, outra forma de incrementar ainda mais a leitura. Nossa pequena leitora ama ler historinhas na cama abraçada ao bichinho.

  • Passeie na biblioteca e na livraria

Um dos nossos passeios favoritos. Vamos, lemos livrinhos e depois levamos alguns para casa. Depois trazemos de volta e ela mesma despacha os já lidos.

Foram estes truques que usamos, sem querer, para criar a leitora mirim que temos em casa. Espero que ela siga com este gosto pela leitura na sua vida adulta.

5 Comments on Incentivando a leitura

  1. Raquel Franceschini
    15/01/2014 at 5:06 pm (3 years ago)

    Certamente a Bella será uma devoradora de livros! Que delícia ver que ela já tem o hábito da leitura antes mesmo de ler no sentido literal da palavra!
    Os livros são um mundo a parte e todos deveriam embarcar nessa viagem!!
    Bjs, Raquel

    Reply
  2. Silvana Alves
    15/01/2014 at 5:14 pm (3 years ago)

    eu me lembro que comecei a gostar de ler, sem saber ler.. me apaixonei por livros e super apoio…
    quero que meus futuros filhos tenham o mesmo gosto.
    bjokas

    Reply
  3. Paulinha
    15/01/2014 at 6:15 pm (3 years ago)

    Como a questão da alimentação: exemplo é tudo!
    Exemplo e incentivo, maravilha!
    Parabéns!

    Minha afilhada começou a 1ª série já sabendo ler… pra ela foi uma barbada! Hehehe… e ela lê e entende, pergunta, questiona, conta… coisa mais amada!
    =)

    Reply
  4. Nine
    15/01/2014 at 10:04 pm (3 years ago)

    Eu sou fã da Bella, já te disse! Eu não sei bem como acontece esse amor, mas em casa nunca vi minha mãe ou meu pai lendo (ele ainda nos finais de semana lia jornais), mas meu pai sempre me motivou a aprender as letras, as palavras, os numeros desde cedinho, e sempre que podia, levava uma coleção daqueles livrinhos de vendedores ambulantes, moravamos meio pra fora, quase não existia comercio, só quando ele precisava vir a POA fazer algo. E depois, minha madrinha que era profe tinha varias enciclopédias e sem saber ler ainda, eu devorava as letrinhas, fazia de conta que lia (pra mim, eu lia, kkk) e lá pelos 5 anos descobri as primeiras palavras e ninguém mais me segurou! Implorei pra professora da escolinha da comunidade me aceitar, levei meus cadernos, li em voz alta pra ela e nada, ela dizia que não podia, só com 6, que decepção, imagina! E desde então sou essa devoradora de livros…
    Acho que esse vai ser o caminho da Bellinha!!!
    Mil beijos

    Reply
  5. Flicka
    17/01/2014 at 4:08 am (3 years ago)

    Eu quero muito que o Nic goste de ler..
    Ja to levando ate ele no babytime da biblioteca <3 admiro muito vcs por terem uma filhota mega leitora.

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *