Fonte: Pinterest – Sanrio

Uma foto do Instagram me inspirou a escrever o post de hoje.
Tudo na vida pede equilíbro, já dizia o famoso velhinho de Kentucky que fazia franguinho frito.
Se você se alimenta bem, que mal tem em comer umas bobagens de vez em quando? 
Este é o meu lema.
Eu cresci assim, comendo comidinha da minha mãe e do meu pai, comida feita em casa e preparada na hora, como deve ser. Mas eu e meu imão também comíamos bolachinha recheada, brigadeiro e cachorro quente nos aniversários e guaraná com pizza. 
Embora eu tenha crescido bem equilibrada, eu jamais pensei, nos meus sonhos mais malucos, que eu seria mãe da única criança que eu conheço -e olha que eu conheço várias, trabalho neste meio – que melhor se alimenta. Assim, se existisse prêmio para a criança que come de tudo, sempre, que come frutas, verduras e legumes, que come aspargos e rabanete, que acha nabo gostoso e pede para comer salada quando chega em casa, Bella certamente ganharia o prêmio ano após ano. Ela também só toma água e leite puro, refrigerante nunca, suco industrializado muuuuuito de vez em quando, sobremesa para ela é fruta e por aí vai.
Pode existir uma criança assim?
Pode!
Mas esta mesma criança come batatinha frita do McDonalds, franguinho do KFC e chocolate.
E agora, José?
Isso se chama equilíbrio.
A menina que eu tenho em casa chega da escola, pede sua saladinha de tomate com abacate, come seu jantarzinho, toma seu leite puro e vai para cama, mas nos finais de semana ela vai na festa de aniversário dos amigos e come bolo de prestígio, brigadeiro e devora um saquinho de batatinha, tudo sem culpa, sem achar que aquilo é coisa do outro mundo. Porque simplesmente não é. Ou ao menos não deveria ser.
Assim deveria ser a vida.
Temos que aproveitar tudo o que a vida nos dá de bom, de gostoso, e precisamos ensinar nossos filhos que eles devem sempre escolher o espinafre antes do salgadinho, mas que se ele quiser comer uma besteira de vez em quando, tudo bem, faz parte dos prazeres da vida. Para quê radicalismo? Já é tão difícil ensinar nossos filhos a se alimentarem de maneira saudável, enfiar caraminhola e proibir as crianças de comerem coisas gostosas de vez em quando, é um crime na minha opinião.
E assim seguimos a nossa vida, com a mamãe aqui cozinhando quase toda santa noite, mas quando a mesma mamãe aqui está preocupada e estressada, ela merece se dar uma noite de folga e estacionar o carro no KFC para franguinho frito e batatinha. E antes de colocar a sua filhota para dormir, ela e sua filha tomaram uma xícara de leite puro – sem Nescau – e sua princesa foi dormir como um anjinho.
E para ilustrar a lancheira de amanhã, super saudável como sempre.

Lancheira da Bella
Na minha opinião devemos ensinar nossos filhos a terem uma relação saudável com a comida, e não os proibir de comer certas coisas de vez em quando. Eu tenho o maior prazer em proporcionar comida saudável para a minha filha todos os dias, mesmo tão ocupada e cansada no final do dia, sem ter ajuda alguma, eu passo horas cozinhando para o seu jantar e almocinho do dia seguinte, mas eu tenho o mesmo prazer em vê-la comendo uma coisinhas gostosas de vez em quando.
Que atire o primeiro chocolate quem concorda comigo!

2 Comments on Encontrando o equilíbrio

  1. Paulinha
    08/01/2014 at 12:42 pm (3 years ago)

    Muito bom! Concordo em gênero, número e grau!
    Quero ter um(a) filho(a) quem nem a Bella! Hehehe…
    Fui criada como vcs… comendo a comida feita em casa, sempre acostuma com saladas, frutas e verduras. Finais de semana, pizza e talz…
    E hoje na minha casa faço o mesmo! Cozinho (com gosto) coisinhas boas e saudáveis, levo a minha comida pro trabalho, assim como meu marido. E espero continuar assim qdo vierem os filhotes!
    Exemplo é tudo!
    =)

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *