Tudo não passou de uma
revisão médica. O tempo vai passando e os exames vão aumentando. É hemograma
daqui, triglicerídios dali, glicose, ácido fólico, colesterol, xixi no
potinho
, outras coisas no potinho (Jesus, me livra desta)!
E quando o médico requisita
ecografias? Que eu saiba, são indolores, mas nem por isso, deixam de ser um
pouco constrangedoras.
Toda mulher já passou por
isso, se não passou, aguarde, pois vai passar!
Pois foi então que
Imaculada, a mulher puritana, aguardava a chamada pelo seu nome na sala de
recepção, para realizar uma Ecografia Mamária e uma Maravilhosa Ecografia
Transvaginal…
Sabendo do teor dos exames
tratou de não beber muito líquido durante o dia, pois a segunda ecografia não
deve ser realizada com a bexiga cheia. Por que? Porque se estiver cheia, pode
ser que a examinada faça um xixizinho sem querer!
Sua precaução não adiantou
de nada, pois durante os 20 minutos que aguardou pelo exame, teve de ir ao
banheiro 5 vezes para aliviar aquela vontade chata e psicológica de urinar.
Senhora Imaculada,
gritaram de outra sala e lá se foi a mulher preparar-se para os exames. Recebeu
orientação para guardar sua bolsa e suas roupas em um armarinho, despir-se e
colocar um aventalzinho lindo, cor azul-calcinha. Detalhe, fique de sapatos,
orientou a funcionária do local.
Imaculada, muito obediente,
seguiu todos os passos e, antes que passasse para a sala ao lado – em que
outras mulheres aguardavam elegantemente em seus aventaizinhos -, virou para
trás e deu uma olhadinha no espelho. Se levantasse o braço ou fizesse
movimentos bruscos, sairia tudo para fora. Outra mulher que já estava por
recuperar sua dignidade (já havia realizado os exames e estava no processo de
recolocar sua roupa) olhou para Imaculada e disse de forma debochada, mas
condescendente: está linda!
Mais alguns minutos de
espera para passar para a terceira sala e a funcionária do local grita: Senhora
Imaculada! Sou eu
, disse Imaculada, dirigindo-se à salinha apontada pela
moça.
Deitou-se na cama de exames
e pensou: será que vem um médico ou uma médica? Deveria ter pensando nisso
na hora de marcar o exame. Seja o que Deus quiser
Imaculada tem mais sorte do
que juízo, adentrou a sala uma médica jovem, simpática e carinhosa. Uma
profissional sensível que tem capacidade de entender que pacientes não são objetos de estudo, mas pessoas de carne e osso com seus medos e pudores. Mas
vamos deixar de sentimentalismos, pois a história é engraçada.
Querida, dizia a
médica, vamos começar pela Eco Transvaginal. Está vendo este objeto
cilíndrico, branco em que estou colocando um gelzinho morninho para não lhe
machucar? Vou colocá-lo cuidadosamente no local para vermos seu útero.

Detalhe: o objeto tem em média uns 20cm e pouco e estava envolto em um
preservativo para garantir a assepsia da operação… Alguns exames não são como
mudar o corte do cabelo. Mas o que Imaculada poderia fazer com seu desconforto?
Dar graças a Deus que lhe era viável o exame e pronto.
Então o objeto cilíndrico
branco começou a trabalhar e logo disse a médica, olhando para a tela do
computador: que útero lindo! Um amor! Bem lisinho, uma cor viva, tudo ótimo,
querida! Deixa eu ver onde estão os ovários… Oh… Um amor! Bem escondidinhos
e protegidos, eu que me vire para encontrá-los!Sua próxima ovulação virá do
ovário esquerdo, cuidado, ele está prontinho para render um lindo bebê!
A estas horas, Imaculada já
estava radiante com toda aquela belezura, quando voltou a médica a observar: seu
endométrio também é magnífico! Cheinho de folículos, tem certeza que não deseja
engravidar este mês? Com certeza viria um bebê aí!
A jovem mulher, faceira, no
final das contas, nem achou tão constrangedor o tal objeto cilíndrico branco,
afinal, ele trazia notícias auspiciosas e elevava sua autoestima naquela tarde
quente e chuvosa.
Vamos começar a eco
mamária? Pode abrir seu aventalzinho até o final, colocar a mãozinha direita
para cima. Vou colocar esse gelzinho para poder deslizar o aparelho, está bem?
Indagou
a médica: Está com frio, Imaculada, quer tapar a barriga?
Imaculada, de fato, com um
pouco de frio, pensou: toda a baixeira já foi exposta, não bastando isso,
ainda tenho que colocar meu peito para fora como se estivesse oferecendo minhas
mãos à manicure; o que é uma barriga descoberta? Nada!
Então respondeu,
educadamente, àquela tão atenciosa médica: está tudo bem, podemos
prosseguir.
E lá vieram mais massagens
no ego, enquanto a médica escorregava o aparelho no peito de Imaculada e olhava
para a imagem do visor: que mama linda! Sem prótese e bem formada! Hmmm…
Vejo que sua mama é bastante densa, sente alguma dor?
Apenas durante a TPM, respondeu
Imaculada e, curiosa, questionou: Mas se eu tivesse prótese, seria possível
fazer as verificações necessárias?
E afirmativamente respondeu a médica.
Então seguiu a médica: ah,
mas que peitoral malhado. É da musculação?
Imaculada, que achava estar
examinando as mamas, ficou confusa quando a médica esclareceu que naquele exame
era possível enxergar não só as glândulas mamárias, mas também o músculo que
havia por trás delas e, para a surpresa de Imaculada, seu peitoral era forte!
Ok, querida acabamos o
exames, vocês está linda, tuuuudo perfeito. Obrigada e tenha uma boa tarde.
Aqui estão alguns paninhos para tirar o excesso do gel!
Imaculada agradeceu, limpou
toda aquela gelatina do corpo, vestiu sua roupa e saiu faceira pela rua
pensando no que prepararia para o jantar.
Os exames que, à princípio,
soavam desconfortáveis e constrangedores, fizeram um bem para Imaculada… Ela
que, embora pudica, sabia de sua tímida beleza externa, agora estava convencida
de que era lindíssima também por dentro! Um útero maravilhoso, ovários bem
protegidinhos, folículos e mamas, ou là là!

Meu salve a tecnologia que
previne e que trata! Que um dia, não tão longe assim, todas as mulheres possam
ser olhadas por dentro e elogiadas como foi Imaculada!

3 Comments on Aventuras ecográficas

  1. Paulinha
    12/12/2013 at 12:02 pm (4 years ago)

    Ótima história… examezinhos chatos, mas necessários!
    Esses eu nunca fiz! Ainda! A 1ª vez a gente nunca esquece! Hehehe…
    A médica que me faz os exames rotineiros tb é assim, bem simpática, conversa, mostra, elogia, uma querida!
    Mas aí está a diferença de profissional né?! Tipo, imagina se fosse um médico brutamontes? Ou um velho sem paciência? Ou uma mulher recalcada? "Tira! Levanta! Vira!" Assim, no seco…

    Ah, e por favor passa a indicação do lugar do exame! Sempre bom saber!

    Reply
  2. **Lih**
    12/12/2013 at 12:39 pm (4 years ago)

    Oi Rita,

    Muito simpático o post, tudo lindo! Eu já fiz os dois, realmente são um pouco constrangedores, mas necessários.

    Beijos!

    Reply
  3. Rita
    12/12/2013 at 8:35 pm (4 years ago)

    Ai que maravilha de coluna hoje.
    So Deus , e a gente, sabem o quao chato é fazer estes exames todo santo ano, mas tem que fazer, tem que fazer, é o meu lema.

    E o alivio no final sempre vale a pena!
    Beijos
    Rita

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *