O post de hoje não é conselho, pois não passei por isso ainda, mas sim uma interpretação do que vejo com amigas e mães que passaram por isso: desencane!
Você teve 5 anos para ajudar o seu filho a se transformar na pessoa que ele é hoje, e confie que tudo o que você fez, todos os ensinamentos, broncas, abraços e conselhos serão colocados à prova agora, quando ele for para a escola. Eu acredito que o maior ensinamento que podemos passar para os nossos filhos é a independência e a falta de medo, e isso está intimamente ligado a maneira como ele é criado: se você tem um quê de depentende, ele terá, se você tiver medo de tudo, ele terá, simples assim. 
Eu sou a pessoa mais medrosa que existe no mundo, eu tenho medo de tudo, ou quase tudo, mas uma coisa que eu prometi a mim mesma quando minha filha nasceu e passou por tantos obstáculos para viver, foi que eu jamais podaria as suas asas: 

  • Quer ir na mini montanha-russa aos 3 anos? Pode ir ( eu vou junto, embora ODEIE)
  • Quer entrar no Go Bananas com apenas 2 aninhos e se perder lá dentro? Pode ir (eu roendo as unhas, certo)
  • Quer fazer aula de ski na montanha, mesmo com o perigo de cair e bater com a cabeça? Pode ir (com o capacete mais caro que existir no mercado)
Tudo eu tenho medo……e ela? Não tem medo de nada.
Antes de escrever este post fiquei pensando no que a minha menina tem medo?
Nada. Incrível isso, praticamente um milagre, visto que está sendo criada por mim! Você não precisa se punir por não ter passado confiança lá atrás, você pode re-começar HOJE mesmo.
Entrar na escola é um momento tenso mais para a mãe do que para o filho, para a criança é apenas uma passagem, uma nova etapa, e embora possa haver um momento de dúvida, uma lágrima pendurada no olho, se a mãe se mostrar forte, ela também sentirá esta força. Isso vale não somente para a escola, mas para a aula de natação, ballet ou ficar com uma nova babá, qualquer momento que exija uma separação dos pais.
Mentalize que você criou seu filho bem.
Que você escolheu a dedo a sua escola.
Que você sempre pode criar um laço de amizade com a professora.
Que não há problema sem solução.
Que se um problema aparecer, você e se filho lidarão com ele.
Que você regou a sua mais preciosa plantinha por 5 anos, e que agora é hora de deixá-la crescer sem a sua mão regando-a, que ficará a cargo da chuva alimentá-la.
Ser mãe é padecer no paraíso, mas sempre fingindo ser aquele ser humano super confiante e cheio de auto estima, para ensinarmos nossos filhos que eles não precisam ter medo de nada nesta vida, pois se eles caírem, nós estaremos atrás para apará-los.

2 Comments on Desencane, mamãe!

  1. Telma
    13/09/2013 at 8:47 am (4 years ago)

    Oi Rita, eu sou um pouco assim, rsrs, também sou medrosa, desde ao aceitar que o meu filho mais velho regressse da escola com os coleguinhas (moramos perto da escola) até matricular-lhe na natação. A grande diferença é que eu custo a deixar-lhe livre: nem quero pensar em deixar o David vir da escola só com os colegas e ainda não escolhi a escola de natação! Mas é como disseste, para eles temos de parecer ser mais confiantes, eu preciso lembrar-me sempre disso. Gostei do post. Um óptimo final de semana para vocês. Beijinhos

    Reply
  2. Carol
    13/09/2013 at 7:18 pm (4 years ago)

    Rita, para não transmitir os próprios medos para os filhos é preciso coragem para enfrentá-los, mesmo que por aqueles breves instantes, quando vc segura a onda pra deixar o filho ir.. o amor materno é mesmo poderoso, hein??rsrs Você, mais uma vez, está de parabéns pela mãe que é!
    Seu blog tem me acrescentado muita coisa boa, viu? Mesmo nos posts que falam sobre o universo materno, que eu ainda não conheço, me fazer refletir bastante! 🙂
    Beijos

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *