” A natureza o fez um genio
   Sua mae o deu humanidade
   Jacob Barnett tem apenas 14 anos
   …
   Um em um milhao”
Acabei de ler o livro “Brilhante: A inspiradora história de uma mãe e seu filho gênio e autista”.
Pára tudo!
Por que certas traduções fazem isso?
O nome do livro em inglês é The Spark – A Mother’s Story of Nuturing Genius, em momento algum do título a palavra autismo aparece.
O livro acima é grandioso, para dizer o mínimo. Assim que li a resenha decidi comprá-lo. Não por quê minha filha seja autista e muito menos porquê seja considerada gênio, mas porque a história é real e engloba uma série de assuntos universais: a maternidade, o encontro com o desconhecido, a luta por um filho, a superação de uma família e o mais surpreendente de tudo, a força de uma mãe.
Recomendo este livro a TODAS AS PESSOAS QUE EU CONHEÇO e se eu tivesse verba sobrando, compraria para todas as minhas professoras e as 30 mães dos meu alunos. Como não tenho, estou pressionando positivamente todos a minha volta a lerem esta história incrível. Já intimei o meu marido a começar a lê-lo o quanto antes. Tambem gostaria que o …cof cof cof…Dindo Sabe Tudo lesse, pois eu sei que ele vai amar esta historia incrivel. O Dindo nao eh pai ainda, mas novamente, esta historia nao eh dedicada somente a pais, mas sim para todos nos.

Esta é a história de Jacob Barnett , nascido em 1998, e que com 1 ano e meio começa a apresentar sinais de que alguma coisa não está encaixando: a extrema inteligência já com poucos meses de vida.

“Quando Jake tinha 3 anos
  Sua mae ouviu que ele jamais teria a capacidade de ler
  …
  Hoje ele ensina fisica quantica
  E eh tido como um futuro vencedor do Premio Nobel
  Jacob tem apenas 14 anos.”

Mesmo com um desenvolvimento cognitivo acima da média, tudo começou a desaparecer aos primeiros sinais do autismo. Seus pais, um casal americano de classe média, se dão conta da diferença no comportamento de Jake e logo procuram ajuda médica, mesmo quando há 14 anos o diagnóstico de autismo era muito mais complicado do que ainda é hoje.
Kristine, mãe de Jacob, escreve em sua introdução do livro:
“Meu filho Jake é considerado um prodígio em matemática e ciências. Começou a frequentar cursos de nível universitário como astronomia, matemática e física com apenas 8 anos de idade e teve sua matrícula formalmente aceita aos nove anos. Pouco tempo depois começou a desenvolver uma teoria inédita no campo da relatividade. As equações matemáticas eram tão longas e complexas, que Jacob começou a desenvolvê-las nos vidros das janelas de casa, pois nao cabiam no papel.

Esta é a história do meu filho diagnosticado com espectro severo de autismo, uma crianca que foi dada como perdida, que jamais falaria ou aprenderia a ler…..o mesmo menino com o QI mais alto do que Einstein e que acredita-se que ganhará o Prêmio Nobel de física um dia.”

Lagriminha rolando.

O livro é uma montanha russa emocional para quem o lê, pois você acompanha em detalhes a história de superação deste menino e desta mãe de forma tão intensa, que você se pega torcendo, rindo e chorando a cada virar de página, eu fiquei simplesmente chocada com a força desta mãe que olhou além dos diagnósticos e sempre acreditou no seu sexto sentido. Foi graças a ele que ela conseguiu tirar Jake do silêncio do autismo.
A história, porém, não é focada no autismo, mas no ser humano, e na maneira incrível como conseguimos superar os obstáculos mais difíceis que são colocados na nossa vida. Esta mãe que cuidava de Jake com tanto amor, cuidado e dedicação se vê grávida novamente com outro menino com necessidades especiais (diferentes das de Jacob) e mesmo assim ela não só trabalha o dia inteiro na sua escolinha, mas encontra tempo para cuidar dos seus meninos, correr atrás das terapias para Jake e ainda assim criar uma associação para famílias tocadas pelo espectro autista nos finais de semana. Fiquei muito emocionada com a garra desta mãe, assim como muito envergonhada por me queixar que sou ocupada demais e estou sempre correndo. Esta mãe dá conta de tarefas muito mais complexas do que as minhas, e as faz com uma incrível serenidade que eu espero do fundo do coração alcançar um dia.

Algumas passagens lindas do livro, traduzidas:

” Toda mãe deve lutar pelo seu filho, não somente aquela com filhos com necessidades especiais.Todas nós, em um momento ou outro, nos vemos a frente de obstáculos na vida dos nossos filhos, e escolhas difíceis tem que ser tomadas.”

“Todos nós passamos por experiências que causam dor e medo, e somos obrigados a encontrar coragem. Nós então lutamos pelos nossos filhos, e fazemos isso por amor. Esta garra de não desistir é o que faz de nós mães e pais de verdade.”

Um dos passatempos favoritos de Kristine com seus dois meninos era ir a livraria para tomar chocolate quente e folhear livros com aquele cheirinho gostoso de novos. Este passeio se dava na verdade pela fome de aprendizado de Jake, que devorava livros sobre astronomia e física quântica enquanto tomava seu chocolate.

” Não importa quantos livros eu já tenha lido, sempre fica aquela sensação especial de abrir um livro novo e saber que você tem a tarde toda para saboreá-lo. Faço questão de proporcionar isso aos meus meninos.” Kristine se dava a este luxo mesmo quando tinha sua rotina cheia de terapias para os dois meninos e pouco dinheiro no bolso.

Um dos ensinamentos mais importantes deste livro é a maneira como esta mãe sempre priorizou a infância dos seus filhos. Tinham necessidades especiais? Tinham. Tinham uma rotina assoberbada de terapias? Tinham. Esta mãe estava sempre exausta depois de um dia de trabalho e terapias? Sim, mas a prioridade sempre foi proporcionar diversão para as crianças, inclusive para Jake, que tinha tanta fome de aprender. O aprendizado era dado pelos livros, mas também pelo tempo passado em família brincando, sendo criança.

Um  dos momentos mais emocionantes do livro é quando o pequeno Jake (apelido para Jacob) começa a mostrar sinais claro de que ele não só “superou” o espectro autista ( termo este que Kristine não usa, ela diz que o autismo não é para ser superado, apenas vivido de outra forma), como mostra sinais de que é um gênio. Em uma das aulas universitárias, em que assiste acompanhado de sua mãe todo sábado, ao final da palestra o professor faz uma pergunta e nenhuma mão adulta é levantada, até que Jake levanta sua mãozinha de 8 anos e responde e responde a dificil pergunta de maneira brilhante, chocando a todos. 

Com 9 anos, Jake comeca a estudar por conta propria, complementando as palestras da faculdade, e comeca a desenvolver uma teoria inedita!
Ao começar o desenvolvimento de sua teoria, Jake muitas vezes se encontra em uma estrada sem fim, tendo dificuldade em solucionar equações extremamente complexas para sua idade, e o comentário de um dos cientistas que o acompanha é que a diferença de Jake, ao contrário de muitos gênios tão conhecidos, é que ele não tem ego, ou melhor, nao deixa que seu ego influencie o seu pensamento. Ao invés de se sentir frustrado diante da dificuldade, a citação de Jacob já virou frase clássica dentro da universidade:
“Outro quebra-cabeça! Terei que pensar mais sobre isso”, ao inves de jogar tudo para cima deixando seu ego ferido interferir nas suas equacoes e descobertas.
A familia completa.
Aprendi muito com este livro e quando terminei de ler a ultima pagina cheguei a dar um suspiro. Sabe quando voce le ou escuta a historia de alguem especial e nao consegue parar de pensar nela? Meu marido me ouvir falar deste livro pelo menos 1 semana apos o termino da leitura. Eu precisava conversar com alguem sobre tudo o que tinha lido.
Outro ponto que me deixou muito emocionada e motivada foram as experiencias vividas por Kristina Barnett, mae de Jacob. Ela tambem tem uma escolinha, assim como eu, portanto ler suas passagens sobre esta parte de sua vida foi muito legal para mim, pois me identifico bastante com a rotina dela e as dificuldades de quem tem um negocio assim. Segundo, porque eu fiquei muito mexida com a sua forca e determinacao. Mesmo com todas as dificuldades lidando com 2 filhos com necessidades especiais, Kristina trabalhava o dia inteiro, lidava com terriveis dificuldades financeiras durante a crise economica que acometeu os Estados Unidos alguns anos atras e ainda conseguiu criar uma associacao para criancas autistas.

Ufa!
Se esta energia e determinacao nao faz com que voce pule do sofa e va cuidar da vida, nao sei o que faria.
Posso dizer com toda certeza que este livro me fez crescer, ser uma pessoa melhor e principalmente uma mae mais presente e confiante no meu sexto sentido, afinal, ninguem conhece a minha filha melhor do que eu, portanto preciso confiar no meu sexto sentido na maneira como cria-la.
** Os direitos da historia fantastica desta familia ja foram comprados pela Warner e se tornarao um filme ja ja! **
** P.S – Jacob esta trabalhando uma teoria que contradira a Teoria da Relatividade de ninguem menos que Albert Einstein! Einstein publicou sua teoria aos 26 anos de idade, Jacob tem 15, e disse que expandira a teoria de Einstein, assim como esta trabalhando em uma teoria que desafiara o que ja conhecemos sobre o Big Bang. **
Ta bom ou querem mais?
Assistam abaixo o documentario sobre a historia desta familia linda no programa 60 Minutes.

9 Comments on Uma mae criando um genio

  1. Chris Ferreira
    02/09/2013 at 12:48 pm (4 years ago)

    OiRita, adorei a recomendação do livro. Vou procurá-lo por aqui. Também não entendo essas traduções. Acho que é puro sensacionalismo para elevar as vendas. Pelo o que você falou do livro esse artifício deveria ser totalmente desnecessário.
    beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com

    Reply
  2. Gustavo Correa
    02/09/2013 at 1:03 pm (4 years ago)

    Vi o vídeo, muito bom. Fiquei curioso pelo livro.

    Reply
  3. **Lih**
    02/09/2013 at 2:17 pm (4 years ago)

    Oi Rita,

    Com um post desse super recomendando vou procurar pelo livro. Concordo que a 14 anos atras era complicado o diagnostico para o autismo, sem contar no despreparo de muitos profissionais. Lembro que coloquei meu filho na escolinha com 1 ano e alguns meses, a psicologa me chamou e simplesmente mandou a pergunta – "Seu filho é autista ?" Por imaturidade minha eu nem sabia ao certo do que se tratava, já tinha ouvido falar, então respondi. "Acho que não, na verdade não sei". Ele era apenas um menino tímido, demorou para falar e passava o dia todo só com adultos, por esse motivo ele brincava sozinho em um canto e não falava quase nada… Na época eu me senti muito mal em talvez não ter percebido que algo estava errado, me sentia culpada por não observar o comportamento dele. Mas não era nada, e no fim quem me esclareceu tudo foi a dona da escolinha, acho que mais acostumada a lidar com crianças que a própria psicologa.

    Beijos pra vocês!

    Reply
  4. rita
    03/09/2013 at 8:59 pm (4 years ago)

    Chris

    Tu vais amar este livro, é muito lindo e interessante.
    Depois me conta se gostou.
    Beijocas
    Rita

    Reply
  5. rita
    03/09/2013 at 9:00 pm (4 years ago)

    Gustavo

    Pode ler o livro, sei que tu vais AMAR.
    Tambem sei que nao tens muito tempo, nao recomendaria se nao tivesse certeza de que tu iria adorar.
    Uma super historia
    Rita

    Reply
  6. rita
    03/09/2013 at 9:01 pm (4 years ago)

    Lih!

    Verdade, existem criancas que sao apenas timidas, e dependendo da idade brincar sozinho no cantinho nao tem nada de errado, eh normalissimo.

    Hoje em dia adoram diagnosticar tudo com ou autismo ou Defcit de Atencao.

    Hoje em dia e antigamente.

    Beijinhos
    Rita

    Reply
  7. Cássia Fernanda
    13/09/2013 at 12:53 pm (4 years ago)

    Amei o livro! Muito inspirador, comecei a ler ontem a noite e só fui dormir depois que acabei (leitora compulsiva e voraz que sou) tks pela indicação.

    Reply
  8. Pat
    16/10/2013 at 9:38 pm (4 years ago)

    Fiquei com vontade de ler!! Obrigada pela indicacao!

    Reply
  9. Anonymous
    19/01/2014 at 5:52 pm (3 years ago)

    Muito bom mesmo!!!!

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *