Post a pedidos!
Sei que muitas de vocês, amigas novas do blog, chegaram agora e não leram todos os posts que já escrevi sobre como introduzi comidinhas sólidas para a Bella, então farei um resumão aqui hoje, visto que recebi alguns emails a respeito disso.
O meu lema é:

Não introduza sólidos através de sopinhas para seu bebê!

Não canso de dizer isso, mas foi assim que nós nos criamos, a nossa geração no Brasil, e a maioria de nós não come de tudo, ou se come, não gosta, e se não gosta é porque não aprendeu a gostar desde pequenininho. Por isso vamos tentar ensinar diferente para os nossos filhos, para que eles crescam gostando de todos os tipos de alimentos.
Hoje servi de janta peixe, cuzcuz e couve para a Bella e ela logo começou a comer a couve e disse:
“Hummm, vou comer o brócolis do mar antes, pois é a minha parte favorita deste prato”
hahaha, não me perguntem, nunca dei brócolis do mar para ela, ela quis dizer couve, mesmo! Que criança come os verdes antes de comer o resto? Não muitas, portanto vou dividir com vocês o que fiz com a Bella que deu certo!
Aqui a ordem das comidinhas que a Bella comeu a partir dos 4 meses de vida:

  • Primeira papinha ( de cereal)
  • Papinha de moranga
  • Papinha de batata doce
  • Papinha de abobrinha verde
  • Papinha de cenoura
  • Papinha de maça
  • Papinha de pêra
  • Feijão
  • Papinha de mamão
  • Papinha de batata
  • Papinha de ameixa
  • Papinha de couve-for
  • Papinha de brócolis
  • Papinha de ervilha (“fresca” congelada)
  • Papinha de aspargos
  • Papinha de vagem
  • Papinha de frango ( primeira carne)
  • Papinha de espinafre
  • Papinha de carne vermelha
Bella começou a comer com exatos 4 meses ajustados, ou seja, contando como se ela tivesse nascido em dezembro e não em agosto. Os médicos sempre pediram que nós a alimentássemos de acordo com a idade ajustada, mas com apenas 4 meses ela já se mostrava com fome, então decidimos não esperar até os 6 meses para começar as comidinhas sólidas.

A cara de sofrimento para comer….maçã! Ela curtia muito mais um aspargo amarguinho
As dicas médicas eram para que cozinhássemos os legumes e verduras no vapor e daí passássemos no liquidificador. Sei que o ideal é esmagar a comidinha com um garfo, mas Bella foi exceção pois passou muito tempo entubada no hospital e tínhamos medo dela engasgar se a comida fosse “pedaçuda”, então se seu bebê é normal, pode amassar bem amassadinho com um garfo ao invés de passar no liquidificador.
Eu NUNCA coloquei sal ou temperinho, pois a idéia era que ela provasse o sabor do legume-verdura-fruta da maneira como eles são, e não salgados ou doces.
Eu pensava assim: quem gosta de coisa salgada ou doce é a gente, adultos, um bebezinho não tem preferência, se ele faz cara feia é apenas porque não está acostumado com a comida, nunca comeram nada afora leite na vida.



Outro ponto importante:

Na época tínhamos um pediatra fantástico, um bam bam bam de Calgary, e ele me deixava super segura para alimentar a Bella sem estress. Ele dizia:
“Aos 4, 5, 6 meses de vida, a nutrição do bebê vem do leite, portanto não importa se ele não gostar da comidinha e não comer muito, a nutrição não virá somente da comida, e sim do leite, portanto aproveite este tempo para testar todos os gostos e texturas dos vegetais, afinal, agora é a hora, depois será tarde demais.”
Ele me dava este discurso seguidamente e acho que isso sempre contribuía para a minha paz de espírito em não me iludir achando que a minha filha comeria um potinho de papinha de cara e que isso seria a sua nutrição. O leite sim era o alimento principal, e nos 2 meses em que introduzi legumes, verduras e frutas, os vegetais eram o “plus a mais”.

Entenderam, novas mamães?

Nós sempre temos aquela neura com nossos filhos, de achar que um bebezinho minúsculo comerá ótimamente bem, o que não é verdade, a época da papinha é a época das descobertas, dos testes, de deixar que a criança tenha o direito de cuspir tudo fora, botar as mãozinhas no prato e na carinha, de fazer cara de nojo…pois afinal, alguns vegetais são nojentos mesmo, não é mesmo?
Por isso nestes  1- 2 meses de descoberta, dê o leitinho normalmente para o seu filhote, o amamente normalmente, não dê menos leite porque ele está comendo, mas sim veja a papinha como um “plus a mais”, aquele momento engraçado do dia que você verá as caretas mais engraçadas da sua vida. Acho que esta foi a etapa da vida da Bella em que mais tirei fotos dela, eram umas 10 fotos a cada nova colherada…hahaha
Depois quando o bebê já tiver seus 7-8 meses daí sim você diminui o leite e capricha na quantidade de papinha, mas até lá o seu filhote já terá experimentado quase tudo.
Dica:
  • Dizem que se deve dar uma comidinha 10 x para só então dizer que um bebê não gostava.
  •  Os médicos da Bella diziam para dar a mesma papinha por 3 dias, para garantir que a criança não teria alergia ou cólica e para dar a oportunidade da criança saborear apenas um gosto por vez.
  • Siga amamentando normalmente!

Eu tenho muito orgulho de como a minha filha come bem, pois é um mérito M-E-U. Ninguém pode dizer que é genética, mérito do médico, do marido, dos avós….não, foi mérito MEU. Eu fiz todas as comidinhas e eu nunca desisti da minha meta: ensinar a minha filha a comer bem. Não seria uma mera abobrinha um obstáculo no meu caminho! 

Dica:

A comidinha da minha filha sempre foi assim, separadinha, desde bebezinha, e talvez por isso ela hoje coma de tudo, vai a um restaurante indiano e come as comidas mais diferentes de todas as cores sem problema.

É muito importante deixar o bebê comer com as mãozinhas, mesmo aos 4 meses de vida. Deixe que seu filho sinta a comida como um todo, a textura, o cheiro e o gosto, não tenha medo de sujeira, nada que um pano molhado não limpe depois.

Vejam a cara de felicidade de quem pode se lambuzar todinha durante o jantar!

Tive muita paciência e nunca me deixei levar pelas carinhas de nojo da Bella ou as opiniões metidas de terceiros, eu sabia o que seria melhor para a minha filha e eu insisti até ela aprender a comer bem. Isso não demorou muito não, mesmo quando ela não gostava de algo, eu dava várias vezes, revezava com coisinhas que ela gostava, mas nunca me deixei levar pela sombra da  sopa!
Qualquer bebê come sopa!
Somente um bebê bem ensinado come papinhas separadas e cresce comendo de tudo.
Se tivermos um segundo filho um dia farei exatamente o que fiz com a Bella, pois deu muito certo!
Eu posso errar em muita coisa na educação da minha filha, mas acertei no quesito alimentação!
Viva eu!

4 Comments on Brócolis do mar e outras dicas

  1. Gustavo
    27/08/2013 at 8:34 pm (4 years ago)

    Terei que usar estas dicas com o Top Jr. no futuro, para ele não ser chato como eu :/

    Reply
  2. Ana
    27/08/2013 at 8:46 pm (4 years ago)

    Fiz a mesma coisa com o meu filho: nunca fiz "sopão", ele sentia todos os sabores individualmente. Hoje ele tem 3 anos e meio e come absolutamente tudo! E o mérito é todo meu, hehehe!

    Reply
  3. rita
    28/08/2013 at 5:11 am (4 years ago)

    Gustavo

    Sim, Bella e o top Junior terao que ensinar os burros velhos a comer direito!

    Eu tb sou chata!

    Reply
  4. rita
    28/08/2013 at 5:12 am (4 years ago)

    Ana!

    Bate aqui!
    High five pra gente.
    Nos merecemos.
    Nao eh toda crianca que come de tudo
    Rita

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *