Eu amo ser mãe, mas respeito quem acha que a maternidade e paternidade não é para eles. Ninguém deveria se sentir pressionado para ter um filho, ou você sonha com isso e se dedica a realizar este sonho e meter a mão na massa, pois Deus sabe o trabalho que dá, ou você tem o direito de dizer não a maternidade e seguir seus próprios planos e sonhos de vida.
Cruzei com uma reportagem mostrando a opiniao de atores famosos sobre isso e resolvi publicar aqui no blog. 
Estrelas que disseram não a maternidade:

  • Cameron Diaz

 “I have an unbelievable life. In some ways, I have the life that I have because I don’t have children.”

“Eu tenho uma vida extraordinaria, e de certo modo eu nao teria esta vida se tivesse filhos.”

  • Zooey Deschanel
 “My sister was always very motherly, babysitting and stuff. I like kids, and I like being around kids, but it was never an ambition, something, like, I need. … I like working. That’s what I like doing. I like to work.”
“Minha irma sempre teve aquele instinto de mae, trabalhando como baba e coisas do tipo. Eu gosto de criancas e gostou de te-las a minha volta, mas isso nunca foi um sonho, algo que eu precise na minha vida. Eu gosto de trabalhar, eh isso o que gosto de fazer.”

  •  Ellen DeGeneres e Portia de Rossi
 “You have to really want to have kids, and neither of us did. So it’s just going to be me and Ellen and no babies,”
“Voce deve querer muito ter um filho, e nenhuma de nos duas quis de verdade. Portanto seremos Ellen e eu, sem filhos.”

  •  Oprah
 “I don’t think I could have had this life and have children,”
 “And I do feel like I am a mother in a broader sense – to a generation of viewers who’ve grown up with me.”
“Eu nao acredito que pudesse ter tido a vida que tenho, se tivesse tido mae. E eu me sinto mae em um sentido mais amplo, mae de uma geracao de telespectadores que cresceu comigo (na TV).”
  •  Renee Zellweger

“Motherhood has never been an ambition.”
“Maternidade nunca foi minha ambicao.”

  •  Eva Mendes

“I’ve never had a longing to have children.”
“Nunca tive o instinto materno.”

  • George Clooney
  “Even one kid running around my villa makes me nervous, so I’m definitely not a candidate for father of the year,”
  “If I need to surround myself with children and feel like I have this big extended family, I can always call Brad and Angie and ask them to stay with me, just to remind myself why I’m so happy.”
“As criancas correndo em volta da minha villa (na Italia) me deixam nervoso, entao eu definitivamente nao sou candidato a pai do ano. Se eu precisar me rodear de criancas e tiver o desejo desta coisa de familia, sempre posso ligar para Brad e Angie e convida-los para ficar na minha casa….e ter como lembrete por que sou tao feliz (sarcastico, ja que eles tem 6 filhos).”

  •  Helen Mirren

 “Motherhood holds no interest for me. I have no maternal instinct whatsoever,”
“Nao tenho nenhum interesse com a maternidade, eu nao tenhum nenhum instinto materno.”

  • Simon Cowel
 “The reality is, with the way I live my life, I wouldn’t have the patience,”
“A realidade eh que com a vida que levo, nao teria paciencia para ser pai.”
Engracado, pois Simon esta fazendo noticia em um caso de traicao e cof cof cof…paternidade, a socialite acima, mulher de um dos melhor amigos de Simon, esta gravida dele.

  •  Kim Catrall
“I realized that so much of the pressure I was feeling was from outside sources, and I knew I wasn’t ready to take that step into motherhood,” 
“Me dei conta que a pressao que eu sentia em me tornar mae, vinha de terceiros. Eu sabia que nao estava pronta para encarar a maternidade.”
Em resumo, cada um sabe da sua vida. Cada um sabe se deseja ser mae um dia, ou no caso das mulheres que disseram sim a maternidade, cada uma de nos sabe se um filho completa seu desejo, ou 2 ou 3. Nao devemos ceder a pressao em fazer o que nao desejamos ou antecipar planos por pressao de terceiros. 
Eu fui mae com 30 anos e minha filha veio no momento que tinha que vir, se tivesse vindo antes teria dado um jeito, mas veio em um momento da minha vida em que eu estava pronta para abracar a maternidade. Agora pensamos em ter um segundo filho, amariamos dar um irmaozinho para a Bella, mas em meio a muito trabalho e novos planos, sempre fica aquela pontinha de duvida:
Como darei conta de um bebe novinho em casa com tanto trabalho, e sem a possibilidade de tirar licenca maternidade?
Como darei conta de nao so um bebe, mas um bebe e mais a nossa menina que estara indo para a escola ano que vem?
Como darei conta de 2 filhos, da minha vida pessoal, da casa, da escola?
Entao sem filhos, com filhos, com 1, 2, 3 filhos, estamos sempre nos perguntando se estamos fazendo o certo para nos mesmas e o certo para as criancas.

16 Comments on Filhos? Não são para todos

  1. Pâmela
    13/08/2013 at 5:13 pm (4 years ago)

    Concordo plenamente! Ninguém deveria se sentir obrigado a ter um filho! E acredito que essa pressão social, meio como parte da vida de todos acaba levando a um grupo de crianças e jovens com abandono emocional, pais desconectados deles, abandonados por assim dizer… Pq por mais atarefada que seja a vida de uma casal, quando aquele filho é querido, desejado, aceito e recebido se arruma jeito né não?!

    Sempre soube que ser mãe fazia parte da minha essência, claro que a realidade é diferente dos sonhos, a gente aprende constantemente, se adapta a cada fase, é um sem fim de novos desafios… E acho que a dúvida fica com a gente eternamente! Eu to aqui, gestando e as vezes bate uma dúvida, um medinho… Mas faz parte né?! Quem que diante da novidade não sente um frio na barriga?! Eu sinto! rsrs

    Mas também acho que a hora é boa, encaixa bem, será um sucesso rsrsr

    Ótimo post!
    beijos

    Reply
  2. Thamyres L.
    13/08/2013 at 5:26 pm (4 years ago)

    E tem também uma coisa que eu sempre digo… Deveriam fazer teste vocacional para ser mãe/pai. Só sai da maternidade se passar no teste!!!
    Porque acho muito honroso e sincero quem simplesmente não quer ter filhos e não cede a pressão… muito melhor (não que haja de fato uma comparação_ do que ver certas atitudes em pais que nos fazem perguntar porque aquela criatura resolveu ter um filho.

    Reply
  3. Gustavo Correa
    13/08/2013 at 9:54 pm (4 years ago)

    É isso aí, existe uma tendência a achar (talvez eu também ache) que ter filhos faz parte da seqüência da vida (estudar, namorar, casar, ter filhos…), mas não é possível exigir algo de alguém que nao pode ou, pior, nao quer dar. Se for para ter filho, que seja com vontade e sabedor de tudo que vem com a maternidade/paternidade.

    Reply
  4. Anonymous
    13/08/2013 at 10:18 pm (4 years ago)

    Gostei Rita!

    Tenho pensado muito sobre isso. Não sobre não "querer", mas sobre não poder engravidar…já chorei, achei que minha vida dependia daquilo. Hoje fico feliz com a vida que tenho e talvez fique no time do pessoal aí de cima. Amo os meus sobrinhos e aprendi a ser feliz sem crianças na casa. Se acabar ficando grávida, vou amar, claro, mas acho legal você perceber que se realiza sem isso também. Beijos.

    Reply
  5. rita
    13/08/2013 at 11:44 pm (4 years ago)

    Alyne!

    Quanta verdade, a profissao de mae nao tem aposentadoria, eh uma responsabilidade para a vida inteira, a pessoa tem que realmente querer para conseguir dar conta e enxergar la na frente um adulto que contribua para o mundo.

    Beijinhos
    Rita

    Reply
  6. rita
    13/08/2013 at 11:45 pm (4 years ago)

    Oi Pam

    O se da medo, OBVIO.

    Eu agora comecei a pensar no planejamento para um irmaozinho para a Bella e menina, se eu penso nisso demais durante o dia, eu nao durmo a noite. Estressada, angustiada, ansiosa, esperancosa…..mae eh muito fragil ne?

    Nossa!

    Beijinhos
    Rita

    Reply
  7. rita
    13/08/2013 at 11:46 pm (4 years ago)

    Thamyres!

    Que ideia genial, concordo, teste vocacional CERTO.
    Nem todo mundo tem o instinto materno-paterno….claro que se aprende, mas tem gente que nao aprende nunca.

    Eh tao dificil e exige tanta paciencia e fe na hora de criar os filhos, mae e pai sao santos mesmo!

    Beijos
    Rita

    Reply
  8. Bere
    13/08/2013 at 11:49 pm (4 years ago)

    Estou no time do "pessoal aí em cima"….simplesmente uma escolha e opção feita lá atrás, da qual não tenho nenhum arrependimento…..
    Quem me conhece sabe o quanto sou feliz e realizada com minhas escolhas….sem filhos!!!!
    Portanto, sem stress ou pressões….são escolhas e todas elas com MUITAS coisas boas….
    beijos, Berê

    Reply
  9. rita
    13/08/2013 at 11:51 pm (4 years ago)

    Anonima querida (eu sei quem tu es)

    Eu concordo contigo, ha um sentimento esquisito que faz com que pensemos que ser mae e pai valida a gente de algum modo, que eh so isso que importa e so assim se pode ser feliz e realizado…o que NAO EH VERDADE.

    A vida tem muito a nos oferecer e os aprendizados, a felicidade e as realizacoes estao ai para quem souber enxerga-las e for busca-las, nao acredito que estejam intimamente ligadas em gerar um filho e deixar seguir uma hereditariedade.

    Nada a ver isso.

    Eu acho que a tua vida, a tua familia, o teu casamento maravilhoso (que eu sei que ele eh) e todas as coisas maravilhosas que tu estas construindo ja te fazem uma pessoa feliz e realizada, e os teus sobrinhos sao as tuas joias, os teus mimos, para tu curtir e afofar bastante.

    Como tu dissestes, as vezes so entregando nas maos de Deus mesmo e acreditando que tudo esta escrito da maneira que tem que ser, seguindo um plano maior que nos aqui embaixo nao desvendamos ainda, mas que ele ja sabe qual eh.

    Te admiro muito e sei da tua forca!
    Beijos enormes
    Rita

    Reply
  10. rita
    13/08/2013 at 11:54 pm (4 years ago)

    Bere

    Simmmmmm, eh so te ver para perceber o quanto tu es feliz e para cima, um exemplo para todos nos!

    A vida tem tantos caminhos para serem seguidos, quem disse que este ou aquele caminho eh o certo, nao eh mesmo? Cada um faz as escolhas da sua vida e busca o caminho da felicidade seguindo a estrada dos seus sonhos, concordo contigo.

    Beijos mil
    Rita

    Reply
  11. rita
    13/08/2013 at 11:56 pm (4 years ago)

    Ops…esqueci do meu irmao…haha

    Gustavo, sim, existe uma tendencia a achar que tu tens que seguir o namorar, casar, ter filhos, acho que sao milhares de anos pensando assim, mas nos tempos modernos temos a liberdade de escolher, sem ceder a pressao, como vamos viver a nossa vida, se com filhos ou sem.

    Beijos

    Reply
  12. Mamãe Nádia
    14/08/2013 at 1:17 am (4 years ago)

    Muito bom o post de hoje, assino embaixo! Eu também acho que não é toda mulher que tem que virar mãe. Tem gente que fala que somente depois da maternidade uma mulher é completa, mas eu não concordo. Para algumas pessoas sim, se elas querem ter isso na sua vida, mas para as que não querem, podem ser sim mulheres completas e realizadas sem serem mães.
    Eu sempre quis ser mãe e realmente isso é a minha maior realização, mas admiro muito as mulheres que simplesmente dizem não, assumem que não combina com elas e pronto.
    Concordo contigo que temos que viver sem pressão por causa de terceiros, sem comparações, sem competições e sem fazer o que o fulano acha que é melhor. Mesmo você querendo ter um segundinho, e mesmo sabendo que vc tiraria de letra, é sensato analisar o estilo de vida que você tem hoje e perceber que um novo filho não se encaixa nesse momento. Ele poderá vir mais pra frente, em um momento mais tranquilo da sua vida profissional, e isso não irá atrapalhar em nada.
    Beijos!

    Reply
  13. Anonymous
    16/08/2013 at 2:34 am (4 years ago)

    Rita, querida, nem percebi que assinei com anonima rs!! Adorei sua mensagem, te admiro muitoooo! Vamos nos conhecer um dia, hein? Ou no Canada ou em Poa ou vc vem trazer a Belinha para conhecer o Campeche… adorei suas palavras, mesmo!! Me tocou. Vc tem este dom. Ah, por sinal, (coisa louca!) sonhei com o Butters esta noite e ele estava dirigindo…kkkk, sério, foi muito engraçado!

    Beijos,

    Julia!

    Reply
  14. Aline W
    16/08/2013 at 10:42 pm (4 years ago)

    Sou mãe por adoção! Depois de quase 10 anos sonhando, tentando, passando por consultas, exames, negativos, perda… Era um sonho, um desejo e uma certeza muito forte de que era isso que eu queria: ser mãe!
    Não consegui pelo meio "tradicional", mas aconteceu naturalmente, pois foi uma gravidez do coração, que durou muito mais de 9 meses. Burocracia, entrevistas, documento pra cá, documento pra lá, reuniões de preparação, … coisas que uma mãe biológica não precisa enfrentar. Mas ok… Como disse, foi natural , foi como tinha que ser.
    Estamos muito felizes! Hoje completamos 6 meses com a nossa filha que nasceu pra nós com 6 anos e é muito melhor do que pedíamos a Deus e almejávamos!
    Bjks!!

    Reply
  15. Karina Rezende
    19/08/2013 at 8:32 am (4 years ago)

    Eu acho que o assunto é muito mais complexo!

    É do ser humano achar que o que difere de suas próprias escolhas, não é certo, é ilegal, imoral ou engorda! 😉

    Se não quer ter filhos, será infeliz! Tem um? Será mimado!
    Tem 2 do mesmo sexo? Não vai tentar uma menininha(o)?
    Tem 3? Não tem televisão em casa não?

    Teve parto natural? Nossa, essa vive nas cavernas! Teve normal? Normal com anestesia não vale! Teve cesarea? É um monstro insensível!

    E por ai vamos!
    Somos julgados (e julgamos) praticamente o tempo todo!

    Por isso, eu acredito PIAMENTE no direito de escolha de cada um!

    Faça a sua escolha e arque as consequências dela.

    😉

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *