A ilha de Saint Martin (ou Sint Maarten) é uma das menores ilhas do mundo a pertencer a dois países: França e Holanda. A parte francesa se chama Saint Martin e a holandesa Sint Maarten. Via-se muito as iniciais SXM, e este é o código do aeroporto Princess Juliana.

A ilha é pequenininha, fica a 300 quilômetros de Porto Rico e tem apenas 87 quilômetros quadrados de extensão, por isso ela fica tão escondidinha no mapa, pois ela é pequena mesmo.

A ilha foi descoberta em 1493 por Cristóvão Colombo na sua segunda volta ao mundo. Acredita-se que ele tenha avistado a ilha e ancorado seu barco no dia da comemoração de Saint Martin e em sua homenagem ele deu o seu nome a ilha. Na época a ilha era habitada por indígenas caribenhos. O território da ilha não foi totalmente conquistado até meados do século 17, quando começou a briga dos franceses, ingleses, holandeses e espanhóis pelo território da mesma. Nesta época foram trazidos escravos africanos e a escravidão só foi abolida no século 19.

Sendo a ilha dividida em França e Holanda, fala-se francês na parte francesa e inglês na holandesa, mas mesmo na parte francesa todos falam inglês quando você percebem que você não fala a língua.
Na parte holandesa fica:
  • O aeroporto Princess Juliana
  • Maho Beach ( a praia onde nosso hotel ficava, ao lado do aeroporto)
  • Phillipsburg (o vilarejo charmoso com todas as lojas Duty-Free)
  • Mullet Bay (praia ao lado de Maho)

Já a parte francesa é sem dúvida a mais linda, com as praias mais paradísiacas:

  • Marigot ( a capital da parte francesa, com um porto lindo demais)
  • Orient Bay ( a praia de mar turquesa mais linda e hip, com bares legais….e cof cof cof, uma parte destinada ao nudismo)
  • Friar’s Bay
  • Happy Bay
  • Le Galion
  • Anse Marcel ( o sonho da minha vida)
A ilha é famosa por ser totalmente Duty-Free, livre de impostos. Para quem gosta de fazer comprinhas é uma perdição. A ilha tem uma tradição forte com jóias e tem muitas joalherias espalhadas por Phillipsburg. Assim como lojas da Lacoste, Tommy, perfumarias, Mac e mil outras lojas legais.

Eu não fui com o intuito de fazer compras, pois aqui no Canada tudo é muito barato e não tive vontade de comprar nada, na verdade a única coisa que comprei para mim foi um charm lindíssimo da Pandora (tem lojinha lá também) de murano com a cor exata do mar de St. Maarten. Foi o primeiro charm que me dei de presente, não resisti aquela cor única do mar do caribe.
A “capital” gastronômica da ilha é Grande Case, onde na verdade eu acabei não conseguindo ir, mas os melhores restaurantes da ilha ficam na rua principal desta praia, com comida regional Creole e muitos frutos do mar.
Eu conheci as seguintes praias:
  • Maho Beach
  • Mullet Bay
  • Orient Bay
  • Le Galion (também chamada de Kiddy Beach e Coconut Groove)
  • Friar’s Bay
  • Happy Bay
  • Phillipsburg
  • Marigot
  • Anse Marcel
Depois de visitar a última praia eu resolvi que voltaremos a ilha de St Maarten, quem sabe daqui uns 5-10 anos, para ficarmos hospedados em um hotel super especial que fica nesta praia. Aguardem o post especialíssimo sobre Anse Marcel. 

E ai?
Resistiram a cor deste mar?

4 Comments on St. Maarten: A Ilha

  1. Gustavo Correa
    18/06/2013 at 4:31 pm (4 years ago)

    5 ou 10 anos? ok, já vou me programar…

    Reply
  2. **Lih**
    18/06/2013 at 4:37 pm (4 years ago)

    Oi Rita,

    Lindo de mais esse lugar!

    Beijos!

    Reply
  3. Juliana Leal Valera
    18/06/2013 at 5:11 pm (4 years ago)

    Oi, Rita, faz dias que não passo aqui, estava lendo tudo para me atualizar. Adorei os posts sobre a viagem, acompanhei tudo pelo Instagram, só lugar lindo de viver!!
    Beijos

    Reply
  4. Anonymous
    19/06/2013 at 10:26 am (4 years ago)

    Rita, obrigada por compartilhar da sua viagem inesquecível. Acho que me animei a fazer uma renovação de votos assim, mas só daqui a 5 ou 10 anos mesmo! Beijos,

    Julia

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *