Já estou acabando o livro Until I Say Goodbye e ontem depois de mais de 1 hora lendo antes de dormir, quando me dei conta que já estava chegando nos últimos capítulos me deu aquela depressão básica de quem está dando adeus a um livro tão, mas tão bonito.
Snif.
O livro conta a história da repórter Susan Spencer Wendell, que há alguns anos foi diagnosticada com a doença terminal ELA (Esclerose Lateral Amiotrófica), que já havia sido lindamente relatada no livro da minha vida (A Última Grande Lição). 
 
Quando Susan sentiu algo diferente em sua mão e logo depois foi diagnosticada com esta doença e seu cruel prognóstico, ela decidiu viver. Uma das citações mais bonitas do livro A Última Grande Lição é:
“The truth is, once you learn how to die, you learn how to live.”

O amado Morrie, de A Ùltima Grande Lição
Quando você aprende a morrer, você aprende a viver.


E foi isso que Susan decidiu fazer em nome da sua felicidade e da felicidade dos seus 3 filhos pequenos. O livro de Susan é um daqueles que assim como A Útltima Grande Lição, ficarão com você para o resto da sua vida, você nunca mais esquecerá aqueles ensinamentos. Anos e anos depois você ainda estará citando trechos do livro como se o tivesse lido ontem. Lembro direitinho do dia que comprei A Última Grande Lição, uma tarde de verão em 1996….gente, 1996! Estava na minha hora de almoço e fui dar uma caminhada na Rua 24 de Outubro em Porto Alegre e quase em frente ao Parcão resolvi entrar em uma livraria para ver as novidades, e saí de lá com este livro. Já o li umas 10 vezes no mínimo e aquele livro original já passou de mão em mão na minha família e na roda de amigos da minha família. O livro foi tão lido que até colocamos uma capa de plástico nele, e hoje ele mora aqui na minha estante no Canadá.

Já o livro de Susan, Until I Say Goodbye, é mais leve que o primeiro, mas não menos emotivo. A jornalista tem um senso de humor incrível, mesmo perante todas as suas dificuldades, e você dá gargalhadas em uma linha e chora copiosamente na outra, uma mistura de emoções digna de uma história incrível de superação, aceitação, mas também de muito amor a vida, uma coisa que parece que estamos ignorando atualmente.
Todos nós temos problemas e as chatices do dia a dia tomam conta do nosso humor de uma maneira meio insana, mas eu sempre tento me lembrar (embora ao mesmo tempo eu tente esquecer) dos tempos difíceis com a Bella no hospital, aqueles sim eram momentos difíceis, tensos, não as besteiras com que me incomodo no meu dia a dia.
Bota a mão aqui quem se estressa por nada?
Pelamorrr né gente? O que devemos fazer para mudar?
Por que não podemos mudar e aprender a viver enquanto estamos sadios, não vamos deixar para dar valor a vida quando ficamos doentes, que é o que todos nós fazemos.
A mensagem mais linda do livro na minha opinião é o amor de Susan pelos seus filhos e como ela dá valor a cada momento, uma mensagem muito importante para nós mães que corremos todos os dias, pulamos de uma tarefa para outra, tentamos disciplinar as nossas crianças, e as vezes esquecemos que sim, nós queremos filhos educados e casas arrumadas, mas nós não podemos esquecer de viver cada dia, de dar valor a cada momento que passamos com eles.

Susan, o marido, os filhos e sua irma Steph

Susan dedicou um ano a viagens com as pessoas mais especiais da sua vida:

Uma viagem ao Yukon Territory no Canadá com a sua melhor amiga Nancy, para ver a aurora boreal:

 Nadar com os golfinhos com o seu filho mais novo (aqui com seu marido)

Uma viagem a NY para sua filha visitar uma loja de vestidos de noiva, um momento que Susan não poderá vivenciar no futuro.

Susan foi para a Ilha de Chipre conhecer a sua família por parte de pai

Susan me inspirou a planejar momentos especiais com a minha filha para que nós possamos aproveitar uma a outra, assim como Susan planejou uma viagem especial com cada um de seus filhos, pois ela queria deixar uma lembrança especial no coração de cada um deles.
Eu choro só de escrever, pois aqui na América do Norte estamos todos acompanhando Susan através do seu livro e da sua página no Facebook e sabemos que o seu momento está chegando e depois de ler este livro e nos sentir parte da história dela, é muito difícil dizer adeus.
Mas como o título do livro mesmo diz:
“Until I Say Goodbye”…..”Até eu dizer adeus”, a hora está chegando mas não chegou ainda, vamos então viver as nossas vidas como se não tivesse amanhã.
Aqui um pouco da história desta mulher incrível e inspiradora e de sua família tão especial.



A história de vida de Susan já está em andamento para virar filme e eu serei a primeira na fila no dia de estréia.

 Se você tiver a oportunidade, leio o livro em inglês AGORA, senão aguarde mais uns meses que ele sairá em Portoguês logo logo. Vocês não vão se arrepender.

6 Comments on A história de vida de Susan Spencer Wendell

  1. Carol P
    23/04/2013 at 9:59 am (4 years ago)

    chorei so de ler o post, imagina iando ler o livro. pq sou aquelas q sofrem lendo, digo me envolvo no livro no filem. otima dica .

    Reply
  2. Wera Corrêa
    23/04/2013 at 10:06 am (4 years ago)

    Desnecessario dizer que chorei lendo o teu post. Assim como chorei lendo A ultima grande licao". Lembro quando compraste e depois disso dei de presente para muitas pessoas. Um livro digno de ser lido e deixa-lo como livro de cabeceira.

    Reply
  3. Ana Dutra
    23/04/2013 at 10:39 pm (4 years ago)

    Sabe Rita, hj estava pensando nisso e este post veio ao encontro dos meus questionamentos. Não sei se é pq farei 40 anos mês que vem que fiquei meio aflita, pensando no tempo que perdemos, um pouco a cada dia, com bobagens ou sem aproveitar, sem fazer realmente aquilo que nos dá prazer, até mesmo pq vamos empurrando pra depois e esse depois virá? Passamos, assim como vc e a Bella por momentos inexplicáveis, só quem passou sabe neh!!? Acho que foi para nosso crescimento pessoal, espiritual mesmo. Cada sorriso, palavra, desenho, abraço, brincadeira… seja o que for do meu filho, tem muuuito valor. As coisas tiveram um início não tão glamouroso como imaginávamos e tudo deu e dá certo todos os dias. Milagre, a mão de Deus!!? Certo que sim, por isso temos o dever de nunca deixar pra depois, qualquer coisa que seja!
    Bjs

    Reply
  4. Dani Dani
    24/04/2013 at 8:20 pm (4 years ago)

    CHORANDO RIOS…

    Reply
  5. Jaque
    29/04/2013 at 1:48 am (4 years ago)

    Super dica! Anotei aqui e já fui no blog e facebook dela! Valeu!

    Reply
  6. Aline Resende
    13/04/2014 at 12:08 am (4 years ago)

    Nossa acabei de ler de o livro e é realmente fantástico, tb chorei e ja me programei para presentear pessoas especiais.

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *