Dei uma parada neste livro em função da compra da escola e toda a burocracia que ela gerou, mas estou de volta as suas páginas e sigo amando cada capítulo.
Vou escrever as partes mais marcantes não seguindo necessariamente a ordem com que os assuntos aparecem no livro.
Dica, dica, dica…

{Deixe seu filho sentir fome}
Uau, quando li esta frase tive um Aha-Moment como dizemos em inglês, um momento em que meu cérebro se abriu para uma nova idéia.
Como assim deixe seu filho sentir fome?
Meu filho? Com fome?
Aquele filho para quem eu compro TUDO que há de melhor no supermercado?
Pois é, segundo as observações da Karen Le Billon, os franceses em geral não fazem lanchinhos: nem as crianças e muito menos os adultos. 
Mas o que eles comem?
  • Café da manhã
  • Almoço em torno de meio dia
  • Goûter às 4:30 da tarde
  • Jantar entre as 7-8 da noite

O que seria o tal de gôuter que Karen tanto fala?
O goûter, até onde entendi, é uma espécie de lanchinho pequeno servido às crianças logo depois que elas saem da escola as 4 da tarde. Nada destes petiscos que se vê na América do Norte, como biscoitinhos de queijo e outros “empacotados”, mas um bolo básico feito emcasa (sem cobertura), frutas, legumes cortadinhos ou um pedacinho de queijo.
A maior diferença que percebi na descrição de Karen é que o Goûter é apenas um mini petisco para a criança aguentar até o jantar que é servido as 8 horas da noite. Os pais cuidam muito o que servirão na hora do goûter para que ele não afete o apetite das crianças.
Quando nossos filhos nascem parece que começam a buzinar nos nossos ouvidos:
Não deixe seu bebê sentir fome….nunca, jamais!
É um tal de serve frutinha, serve iogurte, serve queijinho, serve biscoitinho, serve isso, serve aquilo, que quando está na hora da criança comer o almoço ela obviamente se recusa terminantemente!
Quem quer almoçar quando há 1 hora comeu uma banana?
Fala sério?
Por isso eu já comecei a adotar aqui em casa: Bella não come mais lanche e pronto. Refleti muito sobre o que eu andava fazendo em termos de horário em que as refeições eram servidas para ela e percebi que entre acordar, tirar soneca e dormir a noite, Bella estava comendo:

  •  Café da manhã
  • Lanche as 10
  • Almoço
  • Lanche quando acordava da soneca
  • Jantar
Ela não tinha fome para almoçar e nem jantar direito.
Quando digo que estou fazendo isso agora, me refiro em casa no final de semana, pois na escola nossos alunos tem lanchinho as 9 da manhã e lanchinho as 2 da tarde, mas o lanche é super saudável como frutas e veggies, e a porção é pequena, para que possam sentir fome para o almoço e o jantar em casa.
Então como Bella não está comendo o lanche da manhã e tarde, eu capricho no almoço e janta para que ela coma todos os nutrientes que precisa e que ganhe assim as calorias que necessita.
Observações sobre este capítulo do livro, para vocês pensarem:

  • Crianças francesas NÃO COMEM no carro
  • Crianças francesas NÃO COMEM enquanto caminham (como vemos seguidamente por aí)
  • Crianças francesas NÃO VÊEM a comida como algo a ser negociado (come o almoço que te deixo ver televisão….putz, serviu o chapéu, viu?)
  • Crianças francesas não comem nada pelo mínimo 1 hora antes das refeições.
” In between meals, it’s okay to feel hungry. At meals, eat until you are satisfied, rather than full.”

 “Entre refeições, é ok sentir fome. Na hora das refeições, coma até se sentir satisfeito e não cheio.”

4 Comments on Crianças Francesas Comem de Tudo: Parte 2

  1. simone e as meninas
    11/03/2013 at 7:16 pm (4 years ago)

    uhuuu, adorei! Vou tentar ir ajeitando melhor as nossas refeições por aqui. Beijão Simone

    Reply
  2. rita
    12/03/2013 at 3:47 am (4 years ago)

    Obrigada gurias, este livro é o maximo!!!
    Rita

    Reply
  3. Pâmela
    27/03/2013 at 4:05 am (4 years ago)

    Muito engraçado dar de cara com este post logo após umas conversinhas sobre alimentação num grupo de vida natural que participo…

    Ellen White, em 1800 e pedrada já tinha escrito que o certo era 3 refeições diárias e ponto. Café da manhã bem servido, almoço equilibrado e jantar leve. Todas as refeições com os grupos alimentares devidos, e algumas observações na janta.

    Achei meio radical isso quando li. Fiquei pensando, como assim minha pequena ficar sem lanchinho… Tadinha dela… Não, claro que não, lanchinho com certeza!

    Bom daí parei para analisar os fatos. Desde que começou a escola a Lara vem jantando melhor e almoçando melhor. Café da manhã ainda não consegui fazer ela tomar, é só o leitinho puro na mamadeira e pronto. Na escola logo na 3ª semana ela parou de lanhar tudo, só ficou no suco e nas frutas. Só come outra coisa também se for umas bolachinhas salgadas lá que eu evito mandar por ser industrializadas. Mas pão, queijo e etc não come mais. Ok. Chega em casa e janta tudo!

    Ela tem portanto comido 3 vezes. Na escola ela lanche cedo, por volta das 2 da tarde, mas as 16h e pouco, quase 17h (sai 17h15), toma suco e come fruta, depois só janta por volta das 19h30. Então acho que o negócio agora é acertar o café da manhã rsrs

    Agora eu morro de medo de passar fome, sentir fome acho que não tem problema, mas passar fome… morro de dó…

    Quero muito ler esse livro, será que terá em português? To achando que não né, acho que vou ler em inglês mesmo.

    bjossss

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *