Tudo na vida de uma criança é momento de transição:

  • Do peito pra mamadeira ou copinho
  • De engatinhar para caminhar
  • Fralda para desfralde
  • Do berço para a caminha, e por aí vai.

 E para as mães de primeira viagem, assim como eu, estas transições geram muitas dúvidas.

    Quando mudar o seu filho do berço para a caminha?
    Existe uma regra que funcione bem?

    Não!
    Como tudo na vida de uma mãe, não existe regra, o que causa um certo desconforto da nossa parte, visto que não sabemos se estamos fazendo certo ou não.

    Bella tem 2 anos e meio reais (2 ajustados), mas é bem mais miudinha do que sua idade. É mignon e baixinha, então ainda cabe perfeitamente no berço.

    Bella já tentou pular do berço?
    Não.

    Bom, a partir disso eu já decidi, Bella não sairá do berço ainda. Uma coisa que percebi desde que me tornei mãe é que me sinto muito segura seguindo meus instintos, muito mais do que seguindo dicas de livros ou de outras mães. Até agora meu instinto nunca falhou. Lógico que as dicas são sempre bem vindas, mas para eu colocá-las em prática, meu instinto têm que concordar com ela.

    Sinto que a Bella não é madura o suficiente para passar para a caminha, então aguardaremos mais um pouco. Pesquisei sobre o assunto, e vejam as informações que encontrei:

    • A criança deve sair do berço entre 1 ano e meio e 3 anos e meio, dependendo da criança.
    • Se seu filho é grandinho demais para o berço, o mude para a caminha, é uma questão de espaço, não se tem escolha.
    • Se seu filho já é 100% desfraldado, o mude para a caminha, caso ele precise ir ao banheiro.
    • Se seu filho já sabe sair do berço sozinho, o mude para a caminha.
    • Porém, se seu filho nunca saiu do berço, não o mude para a cama com medo de que ele comece a pular do mesmo, siga seu instinto e aguente firme, ele poderá ser como a Bella, que nunca tentou fugir.
    • Se você está gravida de novo, quase ganhando o bebê, e seu filhote ainda dorme no berço, psicólogos sugerem adiar a mudança em 4, 5 meses, para que seu filho não sinta a mudança como algo negativo ligado ao irmãozinho.

    Outra dica ótima que recebi de uma mãe foi de nunca mudar seu filho do berço para uma cama de solteiro! Use uma mini caminha para este momento de transição entre berço e cama de criança grande.

    Nunca tinha pensado nisso, mas ela me disse que fez esta bobagem e agora sua filha não quer mais dormir sozinha de jeito nenhum, visto que desde a mudança ela e seu marido se revezavam deitando com a menina para ler um livrinho na cama antes de dormir. Ela agora associa a sua caminha de solteiro com mãe e pai dormindo junto, ou seja, bagunça total. O ideal seria dormir em uma mini caminha e ter mamãe e papai lendo um livrinho em uma poltrona se possível, ao menos no início da transiçao para a cama. Depois é só festa, mas no início não se pode amolecer e deitar junto na cama não.

    Então seguirei meu instinto e vou aguardar mais um pouquinho, provavelmente até Bella completar 3 aninhos em agosto. Ela dorme 12 horas por dia desde que era bebezinha, nunca nos deu problema com isso, e quando a coloco acordada no berço a noite e desligo a luz, ela dorme rapidinho sem chorar, portanto não quero apressar as coisas e me dar mal depois!

    5 Comments on Quando tirar do berço?

    1. Cris
      24/01/2012 at 12:37 pm (7 years ago)

      Oi Rita! Eu cheguei ao seu blog através da Amehlia! E claro, gostei logo de cara, ainda mais com esta postagem tão joia. Além de cozinhar para a família e amigos, tenho um blog de culinária e trabalho aqui no Brasil formando grupos de apoio a mães com filhos pequenos. Amei. E já comecei a ler os outros posts seus. Um beijo.

      Reply
    2. Zizi
      24/01/2012 at 8:52 pm (7 years ago)

      Rita, eu tenho uma historia complicada com elação a beço. Não ao berços dos meus filhos que antes dois anos, já ocupavam suas caminhas com aquelas proteções laterais, acho que se chama "guarda". Nunca eles estranharam suas caminhas. Só o mais novo é que antes de ir para a caminha, retirava tudo do berço e jogava no chão, inclusive o colchão. Ficava sapateando em cima do estrado que era bem resistente!
      Quero falar é sobre o meu berço. Acredita que ele ainda existe? Nele dormiram meus irmãos, minha filha mais velha, e todos os meus sobrinhos quando iam visitar a avó. Nunca compreendi o estranho apego da minha mãe que faleceu em outubro passado. Ela tinha o berço no quarto dela. Eu ainda não fui à casa dela, depois do falecimento, mas sei que o berço continua lá. Um berço antigo, de madeira super resistente. Eu acredito que nenhum adulto tenha seu bercinho. Eu tenho. meu irmão tem. Rsrsrs. E olhe que já esou quase na terceira idade!!!!
      Pense na transição do berço e cama para sua filhinha Bella, quando lhe aprouver. Ela mesmo pedirá, você vai sentir o momento. É uma questão de tempo. Só não espere tanto como minha mãezinha, tadinha. Eu brinco, mas é serio, nesse meu momento secreto de sinceridade.O berço lá de casa seria um caso perfeito para Freud, Lacan, ou outro experiente psicanalista.
      bjos

      Reply
    3. helena
      24/01/2012 at 11:56 pm (7 years ago)

      Rita querida,
      continuo sempre por aqui, mas sempre na correria por isso não tenho comentado… O ano começo já cheio de mudanças e algumas surpresas não muito boas… minha mae ta doente e vai ter que fazer uma cirurgia… Mas temos fe que não ha de ser nada demais! Depois te mando um daqueles emails enoooormes pra gente fofocar um pouquinho. Estou feliz por saber que a Bella melhorou e que vcs já estao adaptados na nova e linda casa! um beijo enorme pra vcs!
      Helena

      Reply
    4. Isabela
      25/01/2012 at 5:02 am (7 years ago)

      Tudo bem querida ?

      Sabe que eu tenho pensado nisso (caminha) e ia te perguntar. Adorei as informações desse post.
      Nina, uma vez apoiou o pé numa mesinha que tinha ao lado do berço e fez impulso para subir. Na mesma hora mudei a mesinha de lugar…rs
      Nina é grandona e se mexe demais.
      Vira 360. graus no berço, e ainda consegue cair da cama de casal…de tanto que rola pra lá e pra cá. Por isso a minha dúvida.
      Também sigo muito meus instintos, mas gosto de ler livros pois auxiliam.
      Enfim, estamos de mudança e pensei em comprar tipo uma bicama para o quarto da Nina, pensando em quando minha mãe vier a SP, já que agora mudou para Santos, e também pensando na transição…
      Espero que no meio ou final do ano, possamos encomendar outro bebê, e aí já estava tudo resolvido também.
      Mas vamos com calma né…
      beijão

      Reply
    5. Kika Diniz
      27/01/2012 at 8:04 pm (7 years ago)

      Olá Rita, essa é minha primeira visita ao seu blog e adorei!
      Sobre o berço, tenho uma filha de três aninhos mas que tbm é miúda, ainda dorme no bercinho que foi transformado em caminha quando ela tinha dois anos e ainda uso a grade de proteção! Nessa época ela ainda usava fralda durante a noite, mas já havíamos abaixado o estrado o máximo possível e mesmo assim ela tentava sair do berço! Então não teve jeito!
      Cada criança tem seu tempo, e cada mãe sabe o que seu filho precisa. Ouça seu coração e ele te mostrará o que é melhor pra quem vc ama!
      Muitas bjks.

      Reply

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *

    Comment *