Primeiro lugar gostaria de me apresentar. Sou o Gustavo, irmão da Rita, dindo da Bella e maior palpiteiro do blog. Agora a Rita me incumbiu com a tarefa de colaborar de forma mais efetiva, uma missão difícil que muito me orgulha.

Para um primeiro post resolvi refletir sobre minha condição de dindo. Lembro como se fosse hoje o convite que a Rita me fez para ser dindo da Bella. A gravidez por si só já é um momento de muita alegria, agora ser escolhido como padrinho traz algo mais: responsabilidade.

Acredito que o principal atributo de um dindo é justamente este. Além de mimar, os padrinhos têm a função de proteger (definição do próprio dicionário) e esta condição é muitas vezes esquecida pelos pais na hora de eleger os dindos.

Sou contra a escolha de casais como padrinhos. Ok, deixe-me explicar, casais amigos dos pais e que permanecerão amigos mesmo após eventual separação não entra nesta análise; porém, a realidade é que na maior parte das vezes os pais sentem-se pressionados a escolher o casal e não somente o amigo que realmente confiam e querem como padrinho de seu filho.

Não tenho filhos, mas certamente não terei nenhum receio em escolher algum amigo ou familiar como padrinho sem necessariamente convidar seu cônjuge. A escolha aqui é pelo bem do filho e por aquele que estará sempre ao lado no momento importante e não somente ajustar uma condição em que as partes não fiquem desconfortáveis.

10 Comments on E para que servem os dindos?

  1. Amanda Bruchado
    29/12/2011 at 12:42 pm (6 years ago)

    Adorei o post! A minha grande dificuldade está sendo a escolha dos padrinho, porque meu marido quer convidar 1 casal e eu outro. Ficou combinado que eu escolheria 1 casal e ele outro, ou seja 4 padrinhos 😮 sempre critiquei a escolha de tantos padrinhos e agora cai nessa.
    O casal da parte do meu marido está escolhido, agora o meu é outro problema. Queria convidar minha irmã e meu irmão e como ficam os cônjuges???
    Nossa que desabafo, estou perdidinha…
    Beijão Rita

    Reply
  2. Telma Maciel
    29/12/2011 at 12:48 pm (6 years ago)

    Concordo, Gustavo. A escolha dos padrinhos é algo mto importante na vida de uma criança. Se a escolha for entre amigos, que sejam como irmãos.
    Eu tenho 2 irmãos e 1 irmã. Passou pela minha cabeça escolher uma das irmãs do pai da Sofia para madrinha, mas ainda bem q não o fiz. Minha irmã – a madrinha da Sofia – ainda q esteja morando no Canadá, sempre está buscando notícias sobre a pequena. Meu irmão mais novo, o padrinho, é um super padrinho! Mas infelizmente tive q escolher entre os dois irmãos… isso é difícil!
    Beijo grande!

    Reply
  3. JM
    29/12/2011 at 2:13 pm (6 years ago)

    Padrinho

    Existem os padrinhos de investidura, que têm como obrigação auxiliar seus afilhados a caminharem corretamente nas funções pela qual exercem, seja ela qual for, não necessariamente a religiosa. Comemora-se o dia do padrinho no segundo domingo do mês de agosto (dia dos pais).

    Catolicismo
    Os Padrinhos tem como papel ensinar seu afilhado a trilhar os passos de Jesus, tanto no Batismo quanto no Crisma. No catolicismo, os padrinhos assumem o papel de segundo pai, às vezes assumindo o afilhado financeiramente, se necessário.

    Padrinhos e Madrinhas são pais e mães espirituais, e no batismo têm como obrigação auxiliar os pais da criança, na sua educação religiosa; na crisma, o padrinho deve ajudar o crismando a amadurecer para a fé.

    Por isso e por outras razoes concordo que padrinhos trem que ser escolhidos de acordo com o que os pais acreditam ser o certo, como gostariam de que su filhos fossem criados ou terem como exemplo.

    Ju

    Reply
  4. rita
    29/12/2011 at 5:58 pm (6 years ago)

    Amanda!!!

    Te entendo, o assunto eh meio delicado, mas e se tu disser para o casal (irmao + esposa, irma + esposo) que teu sonho era ter os dois irmaos como dindos????

    Assim os conjuges entenderiam nao?

    Beijocas da Rita

    Reply
  5. rita
    29/12/2011 at 5:59 pm (6 years ago)

    Oi Telma!

    Eh mesmo, a escolha eh sempre dificil, e no momento da escolha nunca sabemos o quanto os padrinhos vao curtir de verdade esta tarefa e o quanto vao querer participar da vida do afilhado efetivamente no futuro.

    Ainda bem que tu fizestes a escolha certa!!

    Beijos da Rita

    Reply
  6. rita
    29/12/2011 at 6:01 pm (6 years ago)

    Que interessante Ju, nao conhecia a explicacao de verdade sobre padrinhos.

    Vemos seguido nos filmes americanos, e aqui no Canada acho que tb eh assim, que os padrinhos sao escolhidos como segundo pai e mae, ou seja, se algo acontecer com os pais serao eles a ter a guarda da crianca.

    Eh de se pensar mesmo, e nao so escolher para agradar A`s e B`s.

    Beijocas em ti e gorda
    Rita

    Reply
  7. Wera Corrêa
    29/12/2011 at 8:09 pm (6 years ago)

    Pois é, tarefa muito difícil essa. A meu ver o ideal é que a criança, já maiorzinha, escolha os seus dindos. Aqueles com quem tem mais afinidade.
    O papel dos dindos é importante na vida do afilhado, mas a grande maioria não sabe da importância ou "passa batido".

    Reply
  8. Juliana Tolotti
    29/12/2011 at 10:04 pm (6 years ago)

    Entendo as razoes do dindo Gustavo e concordo, mas vejo outro lado que me parece interessante: quando o casal eh incumbido de serem juntos os padrinhos, tbm eh mto legal. Vejam meu exemplo: meus dindos sao o primo da minha mae a esposa dele. Meus pais e meus dindos foram desde sempre muito amigos e companheiros, tanto que em alguns momentos nem se sabia dizer quem havia sido acolhido por quem, quem havia chegado primeiro, se os primos, ou seus respectivos conjuges!
    Enfim, a vantagem de ser o casal, sao os programas, eu, por exemplo, adorava dormir na casa do meu dindo e da minha dinda! Ah, que delicia de dindos!
    Por outro lado, dindos "nao casal" tbm tem suas vantagens, a Bella eh mto sortuda, pois tem dindos priminhos!
    E ca pra nos, ja era um dos conjuges se chatear por nao ter sido convidado para fazer par de padrinhos! Afeto eh algo que se constroi e se ganha com o tempo, sejamos dindos ou titios! Entao, quem tem um marido, mulher, namorado ou coisa do tipo e que foi convidado para ser dindo, nada melhor que aproveitar a oportunidade para ser aquele tio ou aquela tia tao presentes quanto o padrinho ou a madrinha escolhidos pelos pais!

    Reply
  9. Fernanda Reali
    29/12/2011 at 11:56 pm (6 years ago)

    Adorei a participação do teu irmão, Rita! Meu filho de 7 anos também se chama Gustavo!

    Escolhi os dindos da Helena em separado: ele, meu primo e amigo querido. Ela, minha amiga desde a inf6ancia. Não formam um casal e foi ótimo, sao excelentes. E sao dindos só de coração, porque nao sigo religiao e nao os batizei em nenhuma igreja. Helena diz sempre que tem os melhores dindos do mundo!!!

    Já o Guga teve os dindos escolhidos pelo meu marido, que chamou um amigo antigo (foram colegas desde o jardim de infancia!!!) A dinda ficou sendo a mulher deste amigo, Cris, que sempre foi carinhosa. Também nao teve batismo, só adoção do título de afilhado e dindos. Foram dois casos diferentes e ambos deram supercerto!

    Por isso, acho que mais importante do que se sao casal formal ou se sao só amigos entre si, é escolher dindos que GOSTEM DE CRIANÇAS. O resto é detalhe!

    Beijoooooo

    Reply
  10. Anonymous
    10/07/2012 at 12:03 am (6 years ago)

    Legal

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *