Fonte desconhecida infelizmente, por amo esta foto

 
É a pergunta que pais de primeira viagem mais ouvem aqui no Canadá.
Que povo mais acelerado, você mal tem o primeiro e já querem saber quando terá o segundo.

Quando teremos o segundo?

Não sei, não faço a menor idéia de quando começaremos a pensar nisso. Eu confesso que não me sinto nem um pouco preparada para enfrentar tudo de novo, e nem digo somente em termos de trauma e possível bebê prematuro de novo, mas no sentido de tomar a decisão de engravidar, de esperar o resultado positivo, a ansiedade pelo primeiro ultrasom, os exames e tudo o mais que envolve uma gravidez. Quem já engravidou sabe que embora maravilhoso, estar grávida significa viver em uma constante espera, cheia de ansiedade, que só acaba quando o bebê nasce. É uma montanha russa de sentimentos que dura longos 9 meses e que mexe muito com uma mãe.

Quando estava grávida amava assistir ao programa Baby Story, um reality show que mostra em 30 minutos os últimos dias de uma grávida antes da chegada do seu bebê. Quando fiquei de repouso por uma semana durante o quarto mês de gravidez, o Baby Story virou minha obsessão, eu via 3, 4 episódios de uma vez só, ria, chorava, uma bagunça de sentimentos de mãe de primeira viagem. Lembro de ver mães que já tinham um filho sofrendo por ter que deixá-los em casa para ir para a maternidade. Aquelas mães se debulhavam em lágrimas, diziam não estar preparadas para não ver seu primeiro filho como o bebê da casa, visto que um novo bebê estaria chegando. Eu pensava “Credo, que exagero desta gente”, mas hoje me pego pensando a mesma coisa.

 Olho para a Bella e vejo o quanto ela gosta da nossa companhia, o quanto curte o tempo em que passamos juntos só os 3, e daí fico pensando, com apenas 2 aninhos, tirar isso dela dá uma peninha. Ainda mais por que trabalhamos fora o dia inteirinho e só a vemos algumas poucas horas a noite e nos finais de semana. Quem sabe daqui uns 2 ou 3 anos, quando ela já tiver seus 4-5 aninhos eu não me sinta melhor em providenciar um irmãozinho.

Cada família sabe o seu próprio ritmo, há as que têm apenas um filho, há as que têm o segundo filho poucos meses depois do primeiro ou 10 anos após o nascimento do primogênito, e há também as famílias que optam por não ter filhos, o que deveria ser considerado normalíssimo também. Há os que façam pouco caso dizendo que irão se arrepender um dia, mas acho que cada um sabe o que antevê para seu futuro, ter filhos não é para todos, eles sem dúvida tiram a liberdade da gente, dão trabalho e custam caro, então há que se estar 100% certa desta escolha antes de decidir tê-los.

Moral da história, não sei quando teremos um segundo filho.
Bryan e eu sempre conversamos sobre ter um filho biológico e adotar um bebê, inclusive nos informamos concretamente sobre o processo de adoção, suas opções e custos, e eu amaria esta escolha mais do que tudo na vida, mas infelizmente aqui no Canadá adotar uma criança não é fácil e custa muito, muito caro (assunto para outro post um dia), então se um irmãozinho ou irmãzinha pintar para a Bella um dia, ele provavelmente virá do trabalho árduo desta mamãe aqui em tentar carregá-lo até os 9 meses.

É como diz Renato Russo: “Temos todo o tempo do mundo”.
Quando a hora certa chegar, ela chegou.

7 Comments on Quando terão o segundo?

  1. Aline
    01/11/2011 at 2:02 pm (5 years ago)

    Rita, definitivamente amo seu blog! Tb sou mãe de um bebê prematuro (que nasceu de 34 semanas) e essa questão do segundo filho ainda está mal resolvida justamente por ser tão recente o nascimento dele, que tem 3 meses, e todos os percalços que envolveram a gravidez e o parto. Acredito que ficam muitas marcas, e principalmente o medo de ter a responsabilidade de expor um segundo filho ao risco de nascer prematuro, e sabe-se lá se esse filho nasceria bem, saudável, se teria algum probleminha de desenvolvimento etc… Eu vi tanta coisa na UTI-e sofri junto com outras mães- que saí de lá agradecida pela saúde do meu filho.
    Mas enfim, vou esperar tudo esfriar e pensar nisso só daqui há alguns anos. Por ora, me contento com a dedicação exclusiva ao meu lindo filhote, beijos!

    Reply
  2. Geórgia
    01/11/2011 at 3:11 pm (5 years ago)

    Rita….amei seu comentario e com certeza vamos combinar de nos encontrarmos sim,muito bom poder ter alguem da terrinha por aqui e com filhos que é ainda mais dificil,pois a maioria dos meus amigos sao solteiros e entao e complicado coincidir os programas ne…hehehhehehhe…
    Meu sonho era conseguir tirar uma foto como essa da barriga,mas minha pequena quando coloca o pe so consigo ver uma bola,kkkkkkkkkkk
    Depois vou escrever um email pra vc pra ficar mais facil de nos comunicarmos ta…
    Beijos pra vc e pra Bella

    Reply
  3. Telma Maciel
    01/11/2011 at 4:46 pm (5 years ago)

    Sabe, Rita… concordo com vc. Eu sonho em ter o segundo filho, sim! Mas envolve mto mais coisa do que as preocupações da gravidez e dinheiro, no meu caso… eu estou preparada psicologicamente, Sofia está prestes a completar 7 anos e já acho uma hora legal. Mas não acho que vai ser por agora, a não ser que Deus queira mesmo! rs
    Um beijo

    Reply
  4. Dani
    01/11/2011 at 9:41 pm (5 years ago)

    Oi Rita, já li e reli seu blog mas é a primeira vez que comento por aqui.

    (Tive ímpetos de comentar outra vez mas ficou tão absurdamente grande que acabei apagando)

    Olha, meu filho está com 1 ano e 7 meses, a gravidez não foi planejada, costumo dizer para o meu marido que Gabriel foi praticamente enviado pelo espírito santo (se é que vc me entende, rsrsr). Fiquei grávida num período muito difícil e de muita dor na minha vida, passamos, eu e meu marido, por maus bocados tendo que aprender a cuidar de um recém nascido sozinhos.
    Foi muito sofrido passar por toda essa fase da minha vida sozinha, sem meus pais, e sem irmãos para entender minha dor (sou filha única). Foi tão, tão difícil que prometi a mim mesma que não deixaria que a mesma coisa acontecesse com o Bibi.
    Mesmo que eu ache difícil passar por tudo de novo, sem ajuda, tendo que cuidar de mais 1 ou 2, darei a ele um irmão ou dois.
    E esssa decisão é tão difícil que eu brinco com meu marido que não vai ser nada planejado, porque eu eu planejar não vou ter… se eu parar pra pensar no "tudo de novo" eu piro e desisto.
    Vai ser no susto.

    Seu blog é 10.

    Beijos,
    Dani

    Reply
  5. Anonymous
    02/11/2011 at 8:05 pm (5 years ago)

    Rita , tambem amo blog ! Leio sempre mesmo q não comente! Mas hj precisava dizer uma coisinha… Nos não temos todo o tempo do mundo… Parece que sim mas qd vc ve BUM , passou.E quando vc olhar para o rostinho do seu próximo Baby vc vai pensar: pq demorei tanto para te conhecer, pq vc não veio logo para brincar com sua irmã !! Acredite, mãe e pai são importantíssimos no crescimento dos filhos, mas irmão não tem comparação ! Obrigado por sempre me fazer " parar e pensar " na correria do dia a dia : )

    Reply
  6. Zizi
    03/11/2011 at 2:06 am (5 years ago)

    Rita, pelos comentários cada um tem seu pensamento quanto a ter um segundo filho. Eu tive os meus no "susto", mas fecundados com muito amor. Um deles se foi aos nove dias, os outros dois estão com trinta e oito e trinta anos respectivamente.
    Nunca adotei, mas sempre pensei. Hoje não mais.
    Que tal você pensar em adotar um brasileirinho? Aqui é mais fácil. Depois ele se tornaria um canadense! bjos

    Reply
  7. Isabela
    04/11/2011 at 2:24 am (5 years ago)

    Rita,
    Eu sempre tive vontade de te perguntar sobre isso, pois uma vez li num post seu sobre uma 2a gravidez um dia…e eu ia comentar com você "Que bom que, apesar do trauma, do medo, pensa em ter um segundo baby." rs
    Bom, eu e Caio falamos em ter uns 3, mas é claro que, a nossa maior preocupação é, grana, pois criar um filho é muuuito caro.
    Sim, concordo que ser pais, não é para qualquer um. Eu nunca pensei que fosse amar tanto ser mãe e queremos, no mínimo mais um.
    Sim, você acaba de casar…e aí, quando vem o bebê. Você acaba de ter bebê e o povo de novo…e aí, já pensam no segundo ?! hehe
    Vamos querer, no mínimo mais um, mas também não agora.
    As vezes acho que 2 anos de diferença é bom, mas esperar mais tempo também deve ser legal, tipo uns 5 anos.
    Mas é claro, espero planejar direitinho, como Nina foi planejada.
    super beijo

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *