Estou vivendo um verdadeiro “rehab”. Já ouviram esta expressão? É bastante usada quando viciados em qualquer coisa se internam para tratamento. O meu tratamento, porém, está sendo forçado, pois no meio da mudança, nossa internet foi cortada antes do tempo. Um desespero.

Como vivíamos 15 anos atrás sem internet?
Pois hoje me sinto como se meus dois braços tivessem sido amputados.
Quando penso em fazer alguma coisa, em pesquisar algo, em ouvir uma música, em ligar para algum lugar, vejo que preciso da internet.

Está sendo uma adaptação e tanto.

Estou reaprendendo a escrever na agenda, a não depender de informações contidas em email e a escrever com minha própria mão (que choque). Sabia que minha agendinha de bolsa teria alguma utilidade um dia. Entra ano e sai ano e sigo comprando agenda de bolsa, e na maioria dos anos que se passaram ela não tinha muito uso, mas não hoje! Em apenas 3 dias sem internet minha agendinha está recheada de mil e uma coisa sobre mudança, trabalho, pesquisas e afins.

Conto isso para vocês entenderem se tivermos algum probleminha com a falta de algum post um dia. Deixei vários posts legais programados, mas às vezes o blog dá pane e os textos precisam ser postados manualmente.

Venho lendo todos os comentários a noite pelo celular do meu marido, já que o meu está desligado, e prometo responder um a um assim que minha vida virtual voltar a ativa.

Contagem regressiva para a volta da internet!

2 Comments on Vida sem internet

  1. Marcela Macedo
    21/07/2011 at 2:33 pm (9 years ago)

    Que coisa isso né? Como é que agente pode ficar tão dependente??!!
    Confesso que antes o meu caso de dependência era pior, mas na minha vida pós Valentina até fico um final de semana inteiro sem ligar o Note.. OoOOoooOOO

    Bom, ontem te mandei as medidas q faltavam tá?

    Beijos!

    Reply
  2. Eu e minha sócia Ellen
    22/07/2011 at 7:09 pm (9 years ago)

    Adorei seu blog, ele é tudo de bom!!!!!
    OBRIGADA.
    Sou Artesã tenho um garoto maravilhoso de 11 anos,meu amigo,meu tudo confesso ser mãe coruja.
    Quando tiver um tempinho vai me visitar
    http://andreaarteva.blogspot.com
    Um grande Abraço
    Fica com DEUS
    Andréa

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *