Esta história ficou comigo desde 2009, quando assisti a uma entrevista no programa da Oprah.

Ás vezes cruzamos com histórias que nunca mais esquecemos. Foi assim com Matt e Maddie, pai e filha, que tiveram que lidar com o impensável no primeiro dia de vida de Madeline.

Matt e sua esposa Liz, aguardavam anciosos a chegada de Maddie, depois de uma gravidez turbulenta, e apenas 27 horas depois do nascimento de sua filha, tudo mudou. Liz faleceu de embolia pulmonar, deixando Matt sozinho para lidar com esta perda imensurável e com os cuidados da pequena Madeline, que ainda estava no berçário e nunca teve a chance de ser segurada pela sua mãe.

Esta história, que poderia ser cheia de sofrimento apenas, se mostrou fonte de esperança para milhares de pessoas, muitas delas pais e mães que se tornaram viúvos e tiveram que se adaptar ao papel de pai e mãe ao mesmo tempo.

A luta de Matt causou uma revolução na blogosfera quando, na ânsia de colocar para fora sua perda, começou a blogar sobre o que sentia e sobre as inúmeras dúvidas que tinha com relação a criação de um bebê.

Nós mulheres nascemos com o instinto materno, em maior ou menor grau, mas homens não tem dentro de si este tipo de instinto logo de cara, é uma coisa a ser trabalhada, muitas vezes junto com a mãe da criança, e devagarinho o pai que não sabe nada, vira pai de verdade. Mas no caso de Matt, simplesmente não posso imaginar sair de um hospital levando um recém nascido de apenas um quilo e meio para casa sem uma mãe para dar apoio.

A comunidade virtual se juntou para prestar apoio a Matt, de conselhos sobre como alimentar o bebê até caixas de presentes com produtos para aquele pai tão sem informação usar. Hypoglós, as melhores mamadeiras, as melhores fraldas, mil dicas para aquele paizão que até então nunca tinha pensado em creme para assaduras.

Muitas vezes lemos tanta coisa negativa sobre a internet, mas existem casos em que o apoio dado a quem precisa quebra barreiras e torna leitores de blogs, amigos de verdade.

Para minha surpresa, hoje cruzei com uma crítica sobre o livro de Matt, “Two Kisses for Maddie”.

Não preciso dizer que me emocionei somente ao ver a capa do livro e ao lembrar da sua história. O vídeo promocional mostra a personalidade adorável deste pai que enfrentou uma perda enorme e mesmo assim soube levar a sua vida de forma positiva para criar a sua pequena Maddie com muita alegria.

Uma lição para todos nós.

Como diz Matt, só temos duas certezas na vida, de que todos nós  nascemos e de que todos morreremos um dia, e que neste meio tempo temos que ser felizes e aproveitar o que a vida nos traz de bom.

Ouvimos palavras como estas tão seguidamente, mas por algum motivo misterioso parece que esquecemos desta mensagem muito rápido.

Two Kisses for Maddie será a minha próxima leitura!
Tenho certeza que será um livro devorado em menos de uma semana.

Espero que algum estúdio Holywoodiano transforme esta história incrível em filme! 

Clique aqui para assistir a entrevista de Matt no programa da Oprah.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *