Volta e meia a polêmica do parto normal X cesárea volta à tona com a declaração de alguma celebridade, e o famoso da vez foi Letícia Birkheuer.

“Parto normal é prejudicial à saúde do bebê”, foram as palavras usadas por Letícia ao divulgar que tinha optado por parto cesárea esta semana.

Alvo de inúmeras críticas, Letícia ainda tentou se justificar dizendo que tem médicos na família, que a orientaram a optar pela cesárea, uma vez que o parto normal “pode ser prejudicial à saúde do bebê”.

É uma pena que celebridades façam este tipo de declaração infeliz na mídia, muitas vezes influenciando a opinião de pessoas que venham a ler tais reportagens.

Desde quando o parto normal é prejudicial à saúde do bebê? Não seria o contrário Letícia?

Eu sou “time parto normal”, a Bella nasceu assim, e mesmo sem anestesia não achei o fim do mundo, e hoje até me orgulho de ter passado por esta experiência. Se um dia engravidar novamente, terei o parto normal como primeira opção.

Muitas vezes a gestante gostaria de fazer o parto normal e não pode por inúmeras razões médicas ou por que tem medo da dor e opta pela cesárea, o que é a opção pessoal de cada um, mas vamos admitir as nossas razões, principalmente quando se vai a mídia divulgá-las.

Leticia provavelmente tem medo do parto normal, assim como qualquer mulher que já tenha estado grávida, o que é normal, mas expressar o seu medo com uma desculpa como esta é até vergonhoso.

Se o parto normal fosse prejudicial á saúde da criança, os gêmeos de Fernanda Lima e Rodrigo Hilbert, por exemplo, não estariam correndo por aí, lindos e loiros, tendo os dois nascido de parto normal.

No caso de um tema delicado como este, certas celebridades deveriam ficar caladas.

Fonte: Anne Geddes

3 Comments on E a polêmica do parto normal continua

  1. Anonymous
    26/08/2011 at 2:24 pm (9 years ago)

    Acho que hoje em dia as pessoas falam demais…
    A partir do momento que se está grávida, parece que sua vida pessoal se torna de domínio público e sempre tem algum indivíduo inconveniente pronto para dar palpites sem pedir licença.
    Acho que os médicos não estarem dispostos a fazer parto normal é um problema de saúde pública. Agora, a mulher, dona de seu corpo e sua vida, ser constantemente questionada sobre o tipo de parto por pessoas muitas desconhecidas é um absurdo.
    Hoje existe uma propaganda muito grande do parto normal. Não sou contra. Nem a favor.
    Sou a favor da liberdade de escolha da mulher, que deve reconhecer sua força e também suas fragilidades na hora da escolha.
    Optei pelo parto cesariana, porque tenho transtorno de pânico e ansiedade. Admiti que não tenho condições psicológicas para enfrentar um parto natural. Ou seja, admiti minhas limitações, minhas fragilidades como ser humano!!! E agora, além de ter que conviver com meus transtornos, estar por oito meses sem medicamentos e com isso, passando por sofrimentos que só quem já passou por isso entende, tenho que ficar ouvindo críticas das mais diversas por ter tomado minha sensata decisão.
    Acho que as pessoas deveriam tomar conta cada uma de sua vida e deixar a dos outros em paz.

    Reply
  2. Anonymous
    27/03/2012 at 8:48 pm (8 years ago)

    Que absurdo. Cesárias tem risco, sim. Mas parto normal também tem (fraturas no bebê, falta de oxigenação), e quando começarem a fazer cirurgias (ortopédicas, por ex) sem anestesia, porque isso também é natural e normal aí eu vou defender o parto normal. Tenho pena de meninas como vc e as leitoras, que não veem que o incentivo ao parto normal é porque é muito mais barato para planos e para o SUS. Deixei de se sentir "corajosas" por terem feito parto normal, deveriam ter vergonha por serem levadas pelo social e pela sociedade paternalista! Aprendam, leia Simone de Beauvoir por exemplo e se toquem de como são IDIOTAS! (Sim você vai apagar isso, porque isso aqui não é um local democrático)
    PS: Sou mulher, 28 anos, não tenho filhos e não sou uma desinformada.

    Reply
  3. Anonymous
    16/06/2012 at 4:23 pm (8 years ago)

    Falou td…..
    Vc NÃO TEM FILHOS!!!!
    Acho que não preciso falar mais nada.

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *